iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/11 - 20:05

Dorival: 'Carlinhos Paraíba entrou viajando'
“Ele entrou totalmente alheio ao que acontecia na partida, viajando, sem estar concentrado", disse o treinador

Gazeta Esportiva

CURITIBA - A principal polêmica do morno empate sem gols entre Coritiba e Náutico foi a participação de Carlinhos Paraíba. O meia do Coxa entrou no intervalo, no lugar de João Henrique, e só atuou 25 minutos, sendo substituído por Leandro Donizete. O técnico Dorival Junior, que ouviu gritos de burro ao fazer sacar o meia, explicou – e defendeu – a sua decisão.

“Ele entrou totalmente alheio ao que acontecia na partida, viajando, sem estar concentrado, focado. Isso nunca foi a realidade dele, sendo assim, fui obrigado a tomar uma atitude. Uma coisa é entrar errando, mas lutando, criando, buscando o jogo. Mas ele esteve aéreo, criou uma situação em que cabia a tomada de decisão do treinador”, afirmou Dorival.

O comandante coxa-branca disse entender as vaias da torcida, mas reiterou que se viu obrigado a realizar a mudança. “É natural o comportamento do torcedor, mas a realidade é uma só: quem viu Carlinhos e quem vê agora tem uma diferença muito grande”, comentou. O jogador caiu de rendimento nas últimas rodadas e viu João Henrique sair jogando neste domingo.

Dorival, contudo, tratou de dividir as responsabilidades por mais uma atuação fraca do Coritiba, que vinha de derrota para o lanterna Ipatinga. “A caída não é só do Carlinhos, mas sim de todo o nosso sistema de meio-campo, que não vem rendendo nas últimas cinco ou seis apresentações. Está patinando, perdeu a consistência, a saída rápida. Para mim, este foi o maior pecado nosso neste instante da competição”, lamentou.

Entre os jogadores, ninguém quis se estender muito sobre a saída de Carlinhos Paraíba. “Ainda não falei com ele (Carlinhos), não é normal o que aconteceu, mas o treinador sabe o que faz”, resumiu o lateral Marcos Tamandaré.

“Precisamos estar com o Carlinhos. Ele é um grande jogador, sabemos de seu potencial. Não ficamos contentes de ter sido desta forma, mas a gente respeita a decisão do treinador, é ele quem comanda”, completou o volante Alê.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo