iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/11 - 20:29

Contra mala-branca, Estevam exalta ousadia nas alterações
“Nós arriscamos muito. Tirei o Halisson e fiquei com um zagueiro só em campo, porque o Erick não é zagueiro. Quero ver quem faz isso", disse

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - As insinuações extra-campo agitaram o clássico paulistano entre São Paulo e Portuguesa e, após a vitória por 3 a 2 do tricolor neste sábado, o assunto voltou a ser posto em pauta. Para provar que não houve mala-branca entregue ao clube, o técnico Estevam Soares chamou a atenção para a ousadia das ações rubro-verdes.

“Nós arriscamos muito. Tirei o Halisson e fiquei com um zagueiro só em campo, porque o Erick não é zagueiro. Quero ver quem faz isso. Nós mexemos no tabuleiro durante o jogo. Tirei um zagueiro com 20 minutos do segundo tempo. Foi um jogo bonito e disputado em que a Portuguesa teve uma bola na trave no final. O que for extra-campo é bobagem”, reclamou o treinador.

Outro a descartar o incentivo vindo de fora do clube para que uma vitória fosse alcançada sobre o líder do Campeonato Brasileiro foi o atacante Jonas, autor dos dois gols da Portuguesa. Segundo ele, o assunto ‘mala branca’ sequer foi passado ao elenco, que se manteve concentrado antes da partida.

“Isso nem foi passado para nós. Na nossa situação, nós não precisamos disso. Isso existe no futebol, mas não tivemos nada. Perdemos hoje, mas tivemos o reconhecimento da torcida, que nos apoiou e vai ser assim até o fim do campeonato”, garantiu o artilheiro rubro-verde na temporada.

Depois do jogo, o diretor do São Paulo, Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, insinuou que Estevam tivesse se reunido com a diretoria palmeirense durante a semana e, por isso, a Portuguesa apresentou uma vontade fora do comum em campo. O treinador rebateu as acusações e se mostrou incomodado com a repercussão extra-campo, ao responder se o futebol é falso.

“Futebol é coisa de babaca. Todo mundo faz, alguns dizem que não fizeram e aí ficam com cara de bundão. Não tenho nada que falar do Leco. Eu já tive prêmios altos para vencer um jogo e perdi. Também ganhei jogos sem ‘bixo’ nenhum. Dinheiro e Doping não fazem ninguém correr mais. Esse elenco recebe em dia e é feliz aqui na Portuguesa”, completou o comandante.


Leia mais sobre: Estevam Soares Portuguesa



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo