iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/11 - 20:25

Furacão vence duelo direto com Figueira e respira

Atlético-PR não se intimidou no Orlando Scarpelli e segurou o time catarinense na zona de rebaixamento

Gazeta Esportiva

FLORIANÓPOLIS - No confronto decisivo na luta contra o rebaixamento do Campeonato Brasileiro, deu Atlético-PR. Em pleno Orlando Scarpelli, o time rubro-negro bateu o Figueirense por 2 a 0 e saiu da zona do descenso. O resultado positivo deixa o Furacão provisoriamente na 14ª colocação, com 38 pontos. Já os catarinenses permanecem com 35 e caem para o penúltimo lugar.

Como não poderia deixar de ser, as duas equipes fizeram um jogo tenso, cheio de oportunidades de gol. Mais objetivos, principalmente no primeiro tempo, os atleticanos garantiram a vitória com gols de Alan Bahia, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Rafael Moura, aos 19 da etapa final, ambos em jogadas de bola parada.

Foi o quarto triunfo consecutivo do Furacão no Nacional. Já o Figueira fez o caminho inverso e não vence há cinco rodadas. De quebra, segue com apenas uma vitória como mandante neste segundo turno, no distante dia 16 de agosto, sobre a Portuguesa.

Talvez por isso, o Furacão não se intimou e partiu para cima desde o início em Floripa. Aos nove minutos, Rafael Moura desviou cruzamento de cabeça, mas Bruno salvou o time alvinegro. O He-Man continou dando trabalho: aos 12, cabeceou novamente com perigo, rente à trave. Três minutos depois, recebeu de Júlio César e bateu colocado. Wilson defendeu.

A arma da bola parada começou a dar certo para o Furacão aos 23 minutos. Após falta cobrada da intermediária, Alan Bahia subiu mais que a defesa dos catarinenses e abriu o placar. O Figueira, então, tentou responder. Aos 32, Marquinho ficou com a sobra na área e Gallato defendeu no reflexo. Logo em seguida, Bruno Santos cabeceou com perigo.

O ritmo da partida diminuiu no segundo tempo, mas o Furacão voltou a dominar as ações. Asprilla salvou os donos da casa por duas vezes, ao brecar arrancada de Ferreira e bloquear tentativa de Rafael Moura. Aos 19 minutos, contudo, não teve jeito. Netinho cobrou falta, Wilson rebateu e o He-Man ficou com o rebote para ampliar.

O gol desanimou a torcida alvinegra. Alguns chegaram até a deixar o Ornaldo Scarpelli, enquanto outros permaneceram no estádio para protestar contra o momento da equipe. O técnico Mário Sérgio, que já havia colocado Rafael Coelho e Ramón na etapa final, nos lugares de Bruno Perone e Alex Cazumba, gastou a última alteração, trocando Diogo por Leandro Carvalho.

A equipe catarinense, contudo, seguiu sem apresentar poder de reação. Pelo lado do Furacão, o time puxou o freio e passou a se preocupar apenas em administrar a vantagem. O treinador Geninho gastou o tempo fazendo alterações e a equipe voltará para Curitiba com três importantes pontos na bagagem.

Os dois times continuam a luta contra o rebaixamento no próximo domingo, pela 35ª rodada do Brasileirão. Às 19h10 (de Brasília), o Atlético-PR recebe o Vitória na Arena da Baixada. Pouco antes, às 17 horas, o Figueirense tentará a recuperação diante do líder São Paulo, no Morumbi.

FICHA TÉCNICA (Veja como foi o jogo lance a lance)
FIGUEIRENSE 0 x 2 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 8 de novembro de 2008, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: José Javel Silveira e Marcelo Bertanha Barison (ambos do RS)
Cartões amarelos: Bruno Perone, Asprilla, Leandro Carvalho e Marquinho (Figueirense); Zé Antônio e Antônio Carlos(Atlético-PR)

Gols ATLÉTICO-PR: Alan Bahia, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Rafael Moura, aos 19 minutos do segundo tempo

FIGUEIRENSE: Wilson; Alex, Asprilla e Bruno Perone (Rafael Coelho); Diogo (Leandro Carvalho), Gomes, Marquinho, Cleiton Xavier e Alex Cazumba (Ramon); Tadeu e Bruno Santos
Técnico: Mário Sérgio

ATLÉTICO-PR: Galatto; Antônio Carlos, Chico e Rhodolfo; Zé Antônio, Valencia, Alan Bahia, Ferreira (Alex Fraga) e Netinho; Rafael Moura (Pedro Oldoni) e Julio César (Julio dos Santos)
Técnico: Geninho


Leia mais sobre: Atlético-PR Figueirense Brasileirão

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

rafael moura pedro oldoni

Furacão respira
De cabeça, Rafael Moura marcou o segundo gol do Atlético-PR na partida contra o Figueirense

Topo
Contador de notícias