iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/11 - 22:20

Esperançoso, Flamengo encara um Botafogo sem interesses
As duas equipes têm dividido a rivalidade do futebol carioca nos últimos anos e por isso o duelo deste domingo foi cercado de polêmica

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Apesar de estarem próximos na tabela do Campeonato Brasileiro, Botafogo e Flamengo chegam com sentimentos diferentes para o clássico deste domingo, às 19h10 (Brasília), no Maracanã. Sexto colocado com 49 pontos e vindo de uma eliminação na Copa Sul-americana, o Alvinegro joga praticamente para cumprir tabela, pois tem poucas aspirações nos cinco jogos que lhe restam. O Rubro-Negro, por sua vez, está na quinta posição com 57 tentos e ainda alimenta esperanças de brigar pelo título, além de buscar uma vaga na Libertadores.

As duas equipes têm dividido a rivalidade do futebol carioca nos últimos anos e por isso o duelo deste domingo foi cercado de polêmica. Primeiro por causa do local do jogo, já que o Botafogo queria atuar no Engenhão, e a CBF mudou o clássico para o Maracanã. Além disso, causou revolta entre os dirigentes e torcedores do Bota a escalação do árbitro Marcelo de Lima Henrique para apitar o jogo.

Marcelo apitou a final da Taça Guanabara - primeiro turno do Campeonato Carioca - deste ano e teria prejudicado o Glorioso, marcando um pênalti polêmico para os flamenguistas, expulsando dois botafoguenses e carregando na súmula contra esses mesmos atletas. Após a partida, os jogadores do Botafogo choraram no vestiário durante a entrevista coletiva e o presidente Bebeto de Freitas chegou a renunciar ao cargo.

No Flamengo, o técnico Caio Júnior mostrou que não ficou satisfeito com a produção de seu meio-campo no empate por 2 a 2 com a Portuguesa. Tanto assim que o treinador resolveu mexer no setor para o duelo deste domingo. O volante Aírton ganhou uma chance e substitui Toró, enquanto o argentino Sambueza barrou Kléberson e é a aposta de que o Rubro-Negro terá mais qualidade na saída para o ataque.

“Ele tem muita técnica e sabe cadenciar bem o jogo. Esperamos que ele consiga se entender bem ali com o Juan no lado esquerdo”, afirmou o treinador flamenguista, que pode entrar em campo sem o lateral-direito Leonardo Moura, com um problema muscular.

No ataque, Caio Júnior não poderá contar com Obina, que foi expulso na última partida do Flamengo. Mostrando que os reforços Josiel e Vandinho ainda não convenceram o treinador, Maxi Biancucchi foi o escolhido para entrar e formar dupla com Marcelinho Paraíba, que espera superar a má fase no clássico.

“Sei que não passo por um bom momento, mas é hora de ter personalidade. Preciso me movimentar mais, errar menos passes e partir para cima do adversário quando eu estiver no mano a mano”, comentou o atacante, vaiado pela torcida na última partida.

O Botafogo, por sua vez, junta os cacos após a eliminação na Copa Sul-americana. Apesar disso, os jogadores garantem que o empenho para a partida será o mesmo se o título ainda estivesse em jogo.

“Temos que nos empenhar ao máximo para fazermos uma grande partida e honrarmos a camisa do Botafogo. Um clássico é sempre importante, mesmo que as chances de título não existam mais. Tem rivalidade em jogo e trata-se de confrontos que sempre entram para a história”, disse o zagueiro Renato Silva, que já defendeu a camisa do Flamengo.

O time para este jogo ainda não foi definido pelo técnico Ney Franco. O goleiro Castillo, que não jogará mais esse ano por causa de uma cirurgia no joelho direito, e o lateral-direito Alessandro, que ainda não se recuperou de uma lesão na coxa esquerda, seguem fora. O atacante Wellington Paulista, com lesão na clavícula por conta de uma queda sobre o ombro esquerdo no duelo com os argentinos, não disputa mais o Brasileirão.

Também resta a dúvida sobre o aproveitamento do zagueiro André Luis, que foi expulso no jogo contra o Estudiantes, tirou o cartão amarelo da mão do árbitro e deverá pegar uma suspensão longa por parte da Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol). Renan será mantido na vaga de Castillo, enquanto Thiaguinho jogará na lateral esquerda.

Na zaga, caso André Luis não seja utilizado, a tendência é que Édson entre no setor. No ataque Fábio é o escolhido mais provável. O volante Túlio, que cumpriu suspensão diante dos argentinos, deve reaparecer. Com isso Leandro Guerreiro deverá ser opção no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X FLAMENGO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 09 de novembro de 2008 (Domingo)
Horário: 19h10 (Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Ediney Guerreiro (RJ) e Wagner Santos (RJ)

BOTAFOGO: Renan, Thiaguinho, Renato Silva, Édson (André Luis) e Triguinho; Túlio, Diguinho, Lucio Flavio e Carlos Alberto; Jorge Henrique e Fábio
Técnico: Ney Franco

FLAMENGO: Bruno, Jaílton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura (Luizinho), Aírton, Ibson, Sambueza e Juan; Marcelinho Paraíba e Maxi
Técnico: Caio Júnior

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias