iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/11 - 22:49

Ponte vence com gol aos 48 do 2º tempo e mantém chances de acesso
Gol que decidiu a partida saiu aos 48 minutos do segundo tempo, em cabeçada do zagueiro Bonfim

Gazeta Esportiva

CAMPINAS - A Ponte Preta pode ter matado o sonho do Juventude de jogar a Série A em 2009. A vitória por 1 a 0 dos paulistas, que jogaram em casa, não poderia ter ocorrido de modo mais trágico para os gaúchos. O gol da partida saiu aos 48 minutos do segundo tempo, em cabeçada do zagueiro Bonfim.

O resultado acaba com boa fase do esmeraldino, que não perdia há cinco jogos. Em meio à chuva em Campinas, o triunfo dá um pingo de esperança à Macaca. O clube subiu para a oitava colocação com 51 pontos, logo atrás do Juventude, que tem 52. Agora, os dois clubes secam Santo André e Barureri, que enfrentam Fortaleza e ABC, respectivamente, neste sábado. Na melhor das hipóteses, a Ponte fica a quatro pontos do quarto colocado e o alviverde permanece a três.

Agora, o Juventude recebe na próxima rodada da Série B o Corinthians, na quarta-feira. A Macaca volta a atuar em casa, diante do Bahia, na terça-feira.

O jogo foi movimentado com boas oportunidades para os dois times e o gol demorou a sair graças às boas atuações dos goleiros. Diante de um adversário nervoso devido aos problemas enfrentados durante a semana, o Juventude esperou a Ponte Preta no começo do jogo. Os paulistas aceitaram o convite e invadiram o campo gaúcho. Com 10 minutos, a Macaca já tinha finalizado de longe, de cabeça e perdido gol feito com Neto Baiano, que na hora de chutar enfeitou demais e desperdiçou boa chance.

Faltava a bola parada. Ela veio, também, com Neto Baiano, aos 29 minutos. O atacante cobrou falta de longe e assustou Michel Alves. O alviverde enfrentava dificuldades para conter as estocadas da Ponte, a dupla de zaga batia cabeça. O problema foi solucionado com a inversão de lado entre Juan Pérez e Dilrey. O ataque gaúcho estava mal alimentado e demonstrava fraqueza. Tanto é que o time do técnico Ivo Wortmann só foi conseguir um escanteio com 38 minutos de jogo, enquanto os donos da casa tinham oito.

Com a Macaca amansada, o Juventude foi mais incisivo no segundo tempo, explorando as jogadas pela esquerda e os lançamentos precisos de Lauro. O goleiro Dênis foi exigido com constância. Logo no primeiro minuto, ele espalmou cobrança de falta de Egídio. Na seqüência, fechou o ângulo no chute de Walker e ainda se esticou todo para evitar gol de Marcelo Costa.

Mesmo mais ofensivo, os visitantes deixavam poucos espaços em sua retaguarda. Leandrinho, aos 6 minutos, teve a melhor chance para a Ponte ao limpar dois defensores e bater por cima do gol. Após a pressão inicial, a partida perdeu em qualidade e ganhou em chutões. Para piorar a situação, começou a chover forte aos 20 minutos.

A equipe paulista se adaptou melhor ao campo molhado e passou a ter domínio das ações. Sem contar com seu artilheiro, Luís Ricardo, que foi dispensado, a Ponte não tinha finalizações precisas o suficiente para encontrar as redes. As oportunidades não faltaram. Michel Alves salvou o Juventude por duas vezes, enquanto Marcelo Soares chutou por cima do gol.

Nos minutos finais, os dois times tiveram as oportunidades derradeiras para conquistarem a vitória. Para o esmeraldino, Mendes subiu mais alto que a defesa, mas não conseguiu transpor a barreira Dênis. A Ponte foi mais competente e Bonfim, aos 48 minutos, escorou de cabeça para garantir a vitória pontepretana.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 1 X 0 JUVENTUDE
(Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 7 de novembro de 2008, sexta-feira
Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (Fifa-RJ)
Assistentes: Marco Aurélio dos Santos Pessanha e Rodrigo Pereira Jóia (ambos do RJ)
Renda: R$ 13.992
Público: 1.934
Cartões amarelos: Renato e André (PP); Luís Felipe e Lauro (J)

GOL:
PONTE PRETA: Bonfim, aos 48 do segundo tempo

PONTE PRETA: Dênis; Eduardo Arroz, Marinho, Bonfim e Vicente; Deda, Bilica (Fabinho), Renato e Leandrinho; Danilo Neco (Marcelo Soares) e Neto Baiano (André)
Técnico: Vagner Benazzi

JUVENTUDE: Michel Alves; Luís Felipe, Dierley, Juan Pérez e Cris; Walker, Lauro, Marcelo Costa e Egídio; Ivo (Schwenk) e Mendes
Técnico: Ivo Wortmann


Leia mais sobre: Ponte Preta Juventude



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo