iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/11 - 01:48

Para Ferguson, empate recompensa atuação do Man Utd
Atual campeão arrancou ponto no campo do Celtic e praticamente assegurou vaga nas oitavas-de-final 

Trivela.com

GLASGOW (Escócia) - O técnico Alex Ferguson considerou justo o empate por 1 a 1 do Manchester United contra o Celtic, em Glasgow, que deixou os Red Devils virtualmente garantidos nas oitavas-de-final da Liga dos Campeões. Apenas uma improvável combinação de resultados eliminaria os atuais campeões no grupo E do torneio.

Ferguson poupou alguns de seus titulares na Escócia - Dimitar Berbatov e Wayne Rooney só entraram no segundo tempo -, e o time ia perdendo por 1 a 0 até Ryan Giggs marcar o gol de empate a seis minutos do final.

'Eu imaginava que, apesar da nossa atuação, as coisas poderiam sair contra nós, então é um bom empate - significa nossa classificação', comentou o treinador. 'Obviamente merecemos o empate, mas, faltando poucos minutos, você acha que vai perder, que não vai ser sua noite. Às vezes o futebol é assim'.

'Os jogadores merecem crédito pela perseverança, por terem insistido e alcançado a recompensa no final. Nossa atuação no segundo tempo foi muito boa, e criamos muitas chances, muitas aberturas. Estou feliz por sair com um ponto', concluiu Ferguson.

O United tem 8 pontos, ao lado do Villarreal, enquanto Celtic e Aalborg têm 2 pontos cada, restando duas rodadas. Como supera os escoceses no confronto direto, o time inglês só pode perder a vaga para o Aalborg. Ainda assim, os dinamarqueses precisariam de uma goleada em Old Trafford na última rodada, já que perderam em casa por 3 a 0 na segunda rodada.

No Celtic, o técnico Gordon Strachan se mostrou satisfeito com o empate, depois da derrota por 3 a 0 para os Red Devils na rodada passada. 'Tecnicamente eles estão milhões de quilômetros à frente, mas hoje mostramos que somos homens. Estou feliz com 1 a 1. Estou feliz por temos dado trabalho. Estou feliz por não sermos 'meninos', como alguns disseram', comentou.

Strachan se referia a Paul Ince, técnico do Blackburn e ex-jogador do Manchester United, que se referiu ao jogo anterior entre os dois times como um duelo de 'homens contra meninos'.

O Celtic tinha desfalques importantes no ataque, como Jan Vennegoor of Hesselink, Georgios Samaras, Chris Killen e Aiden McGeady, e Strachan considera que a falta de opções lhe prejudicou no segundo tempo. O inexperiente Ben Hutchinson entrou nos dez minutos finais.

'Eu tinha de lidar com jogadores cansados. Tentamos manter Scott McDonald (autor do gol), mas não foi possível', justificou. 'Coloquei minha sétima opção de ataque, joguei com três zagueiros para tentar segurar no final. Havia muito a pensar, mexer e mudar, porque não havia substitutos para algumas posições. Com um pouco de sorte poderíamos ter causado uma zebra. Pelo menos demos trabalho'.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo