iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/11 - 22:59

Palmeirenses celebram paz encontrada na Argentina

“Foi tudo tranqüilo. Teve uma ou outra coisa em campo, mas é tudo jeito de jogador argentino”, disse Léo Lima

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A promessa de “guerra” contra o Argentinos Juniors não se confirmou em Buenos Aires. Apesar de a partida de ida, vencida por 1 a 0 pelos hermanos no Palestra Itália, ter terminado com uma confusão generalizada e promessas de revide de ambos os lados, o que se viu no Estádio Diego Armando Maradona foi apenas futebol.

O ambiente de paz encontrado em Buenos Aires foi muito bem visto pelos alviverdes. Até Léo Lima, que deixou o primeiro jogo dizendo que não se arrependia por ter iniciado o entrevero, não viu nada hostil na derrota por 2 a 0. “Foi tudo tranqüilo. Teve uma ou outra coisa em campo, mas é tudo jeito de jogador argentino”, limitou-se a dizer o meio-campista.

Pacífico e avesso a qualquer polêmica, o goleiro Bruno enalteceu principalmente a “experiência profissional” que Wanderley Luxemburgo quis impor ao escalar os reservas nos seis compromissos que teve pela Sul-americana.

“Todo mundo fala que é difícil jogar na Argentina, mas eu gostei. A torcida canta, motiva, o estádio é pequenininho, mas a torcida não entra em campo”, comentou o arqueiro, que não conviveu nem com rojões estourados no hotel que abrigava a delegação palmeirense. “Não teve nada contra a gente lá na Argentina. Foi tudo tranqüilo”.

Final Brasil x Argentina – Eliminado com o Verdão nas quartas-de-final, Bruno faz suas apostas para quem deve disputar a decisão da competição. E está crente de que a final reeditará a rivalidade entre brasileiros e argentinos.

Em uma das semifinais, já definida entre Argentinos Juniors e Estudiantes, o arqueiro acredita em vitória dos algozes do Botafogo. “O Estudiantes é um bom time e vai fazer um bom jogo contra o Argentino Juniors”, comentou.

Já o outro confronto que definirá um finalista ainda precisa dos resultados desta quinta-feira. Na Bombonera, o Internacional visita o Boca Juniors com a vantagem de ter vencido por 2 a 0 na ida em Porto Alegre. Já o Chivas Guadalajara recebe o River Plate após ter batido os argentinos por 2 a 1 no Monumental de Nuñez. O que faz o reserva de Marcos crer em um duelo entre brasileiro e mexicanos.

“O Internacional deve passar pelo Boca Juniors e deve ter vida difícil com o Chivas. Mas acredito que a final vai ser entre Inter e Estudiantes”, cravou Bruno.


Leia mais sobre: Palmeiras Copa Sul-Americana



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo