iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/11 - 12:48

Federação boliviana de futebol pode ficar sem sede por dívida milionária

Federação Boliviana tem dívida de 21 milhões de bolivianos, quase US$ 3 milhões, segundo imprensa local

EFE

LA PAZ (Bolívia) -  A federação boliviana de futebol pode ficar sem sua sede principal, na cidade de Cochabamba, por uma dívida de 21 milhões de bolivianos (quase US$ 3 milhões), informou hoje a imprensa.

As autoridades fiscais ordenaram o leilão do imóvel para 14 de novembro, com o objetivo de cobrir as dívidas milionárias da federação, que a entidade considera "impagáveis".

A dívida, originada ainda com a venda de ingressos para a Copa de 1994, nos Estados Unidos, chegou a 21 milhões de bolivianos, sendo seis deles por impostos referentes à transmissão das Eliminatórias Sul-Americanas àquela competição.

A federação, que se caracteriza pela defesa do "futebol na altitude", não hesitou em recorrer ao próprio presidente boliviano, Evo Morales, para tentar evitar a medida e anunciou que "esgotará todas as opções".

No entanto, segundo declarações da diretora do departamento fiscal boliviano, Marlene Ardaya, ao jornal "La Razón", a decisão é "irreversível", a não ser que uma nova resolução do Congresso sugira o perdão.

"Desde que Evo Morales assumiu a presidência, o futebol solicitou outros prazos para cumprir seus compromissos, mas o Ministério da Fazenda rejeitou todas as iniciativas", confessou o gerente-geral da Federação, Alberto Lozada, ao "La Prensa".

Para o gerente-geral de federação, os 21 milhões de bolivianos "são impagáveis e praticamente nos deixam sem chance de fazer algo, porque fizemos as gestões com o Governo e infelizmente não houve bons resultados".

Em 2004, durante a Presidência de Carlos Mesa, o Executivo perdoou parte da dívida, então avaliada em US$ 1 milhão.

No mês de abril, o então presidente da federação, Wálter Castedo, disse que pagaria parcelas mensais de US$ 20.000, o que sanaria a dívida em 15 anos. Mas o plano nunca foi cumprido.

O edifício da federação em Cochabamba está avaliado em US$ 750.000, foi inaugurado em 7 de setembro de 1994, tem cinco andares e está mobiliado.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo