iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/11 - 00:33

Denilson destaca clima tranqüilo em campo, mas lamenta revés

Alvo de provocações do zagueiro Escudero no Parque Antártica, meia-atacante não se desentendeu com ninguém

Gazeta Esportiva

BUENOS AIRES (Argentina) - Ao contrário da briga generalizada do jogo de ida no Parque Antártica, o confronto desta quarta-feira entre Argentinos Juniors e Palmeiras terminou em paz. Alvo de provocações do zagueiro Escudero no Parque Antártica, o meia-atacante Denilson deixou claro o clima ameno durante os 90 minutos.

“Foi um jogo disputado. Pude mostrar meu jogo, mas faltou espaço. A gente acertou no segundo tempo quando acertamos a defesa”, ressaltou o camisa dez em entrevista à TV Globo. O jogador também lamentou a eliminação na Copa Sul-Americana. “Eu procurei me entregar ao máximo, me dedicar, fico chateado. Mas agora estou à disposição para jogar domingo”, emendou o camisa dez, possível substituto do atacante Kléber diante do Grêmio.

O volante Martinez foi outro a lastimar o fracasso na Sul-Americana. Porém, o camisa 11 ressalta que o Palmeiras ganha mais tempo para jogar o Campeonato Brasileiro, a prioridade do clube na temporada.

”Infelizmente não conseguimos a classificação, mas a prioridade é o Brasileiro. Domingo será uma partida difícil e esperamos o apoio do torcedor. Vamos partir para cima do Grêmio”, disse Martinez.

Para o volante Sandro Silva, a Copa Sul-Americana era a oportunidade de deixar uma boa impressão para recuperar a vaga de titular. O jogador acha que o Verdão caiu com dignidade na Argentina. “Procuramos correr e suar a camisa”, afirmou.


Leia mais sobre: Denilson Palmeiras



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo