iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/11 - 16:23

Defesa do Cruzeiro estuda Flu para manter boa seqüência em casa
Há quatro partidas, ninguém faz gol no Cruzeiro em Belo Horizonte – incluindo o Atlético-MG, que foi mandante no clássico

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - Jogando no Mineirão, a defesa do Cruzeiro é uma barreira difícil de se transpor. Foram apenas oito gols sofridos em 17 jogos, o que faz da Raposa a equipe que menos concedeu gols em casa. Somente uma vez o visitante marcou duas vezes, sem boas recordações: o Náutico voltou para Recife com um 4 a 2 nas costas.

Há quatro partidas, ninguém faz gol no Cruzeiro em Belo Horizonte – incluindo o Atlético-MG, que foi mandante no clássico. Para manter a boa fase, os defensores celestes procuram se concentrar e estudar os adversários, para evitar falhas como as de Goiânia, no último domingo.

O zagueiro Thiago Heleno se mostra preocupado com o potencial do artilheiro do Fluminense. “O Washington é um jogador que finaliza muito bem, na bola aérea é muito bom. A gente já jogou contra, sabemos como é. Temos que trabalhar durante a semana a bola aérea para marcar forte e não deixar que ele faça nada no jogo”, recomenda.

O lateral-direito Jonathan também pensa no adversário, mas deixa o trabalho pesado para o treinador. “O Adilson (Batista) ainda não disse nada sobre como quer o time, se vamos jogar com dois ou três volantes; se o posicionamento dos laterais será defensivo ou ofensivo. Ele está com o Fluminense na cabeça e vejo que poderemos nos sair muito bem, como no turno, quando ganhamos no Maracanã por 3 a 1”, confia.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo