iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/11 - 19:27

Formado no Vasco, Eller espera dificuldades no jogo no Rio
Jogador acredita que os resultados recentes dos vascaínos mostram o quanto esta partida pode se tornar complicada

Gazeta Esportiva

SANTOS - O zagueiro Fabiano Eller sabe bem das dificuldades que o Santos vai enfrentar no sábado, diante do Vasco, em São Januário. Criado nas categorias de base do clube cruzmaltino, o defensor acredita que esta será uma partida complicada, ainda mais pela situação em que os cariocas se encontram na competição – o time é o antepenúltimo colocado, com 34 pontos e corre sério risco de cair para a Série B.

Segundo Eller, com a derrota no clássico do último domingo para o Palmeiras, o confronto deste sábado pode ser decisivo para o Peixe nesta reta final de campeonato. ˝Dos cinco jogos acredito esse do Vasco é o mais difícil. Será o mais importante e o mais complicado. Estamos cinco pontos à frente da zona de rebaixamento e se perdermos, os outros times encostam, como o próprio Vasco˝, analisou.

Além disso, o jogador acredita que os resultados recentes dos vascaínos mostram o quanto esta partida pode se tornar complicada para o Alvinegro Praiano. ˝Eles estão empolgados com a vitória que conseguiram sobre o Fluminense. Vi o jogo deles em casa contra o Atlético-PR e eles vão para cima mesmo. Eles vão estar bastante motivados e vão contar com o apoio da torcida. Não vai ser fácil˝, alertou Fabiano Eller.

Com relação a briga contra o descenso, o zagueiro pensa que após conseguir dois triunfos nas três últimas rodadas, o Vasco pode ter ganho um fôlego extra nesta disputa. ˝Está complicado falar sobre isso (rebaixamento). O Fluminense ficou seis partidas sem perder, quando foi derrotado uma vez caiu para penúltimo. O Vasco, que todo mundo já dava como rebaixado, foi lá e ganhou do Goiás e do Fluminense. Eles vão lutar até o final e temos que estar preparados para este desafio˝, concluiu.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo