iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/11 - 21:22

Colorados têm baixo aproveitamento em cobranças de pênaltis

“Espero que não seja preciso. É diferente na hora do jogo e no treino. Minha vontade é classificar no tempo normal”

Gazeta Esportiva

BUENOS AIRES (Argentina) - O reconhecimento do gramado da Bombonera por parte dos jogadores colorados durou cerca de duas horas. Para não ser surpreendido, o técnico Tite comandou no fim do trabalho cobranças de pênaltis, caso a decisão da vaga à semifinal da Copa Sul-Americana seja decidido nos tiros da marca dos 11 metros.

“Espero que não seja preciso. É diferente na hora do jogo e no treino. Minha vontade é classificar no tempo normal”, comentou o volante Magrão.

Para que sejam necessárias as cobranças de pênalti, é preciso que o Boca Juniors vença por 2 a 0 nos 90 minutos, nesta quinta-feira. A partida está marcada para às 21 horas (Brasília). O estádio deve receber bom público, mas dificilmente estará lotado.

O aproveitamento dos colorados foi preocupante. O lateral Marcão e o volante Magrão foram os únicos a converterem os cinco chutes que tiverem direito. Nem mesmo o meia Alex, cobrador oficial do time, conseguiu um desempenho satisfatório. De seus cinco tiros, somente dois foram convertidos.

“Estou preparado, mas espero que não precise disso. Ao menos, treinados nós estamos”, comentou Marcão.

Para passar de fase o Inter possui algumas opções. Pode vencer ou empatar a partida. Dependendo do resultado, pode até mesmo sair derrotado de Buenos Aires, desde que seja por um gol ou por dois gols, desde que também marque. Para o Boca resta vencer por três gols de diferença.

“Será um jogo atípico. Não podemos ficar acuados. Temos que mostrar nossa qualidade e jogar futebol", analisou Magrão.


Leia mais sobre: Internacional Boca Juniors



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo