iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/11 - 14:17

Botafogo nega risco de prisão para Bebeto de Freitas
Procurador responsável pela ação contra o Botafogo informou que dirigente poderia ser preso por dívida salarial

 

Gazeta Esportiva


RIO DE JANEIRO - A notícia caiu como uma bomba no Rio de Janeiro no fim da noite de terça-feira, quando Cássio Casagrande, procurador responsável pela ação contra o Botafogo por causa dos atrasos salariais, informou que o presidente do clube carioca, Bebeto de Freitas, poderia ser preso se o Alvinegro não pagasse aos funcionários até sexta, prazo dado pela Justiça. Porém, o departamento jurídico do Botafogo descartou nesta quarta qualquer possibilidade de prisão do dirigente.

Segundo Joana Prado de Oliveira, diretora jurídica do Botafogo, o clube sequer foi informado da decisão judicial acontecida na última sexta-feira e, por isso, não foi informado sobre a obrigatoriedade do pagamento até a próxima sexta. A multa diária, que o Glorioso teria que pagar desde segunda-feira caso não pagasse os atrasados, também não poderia ser cobrada, uma vez que Bebeto não foi notificado oficialmente da decisão.

A ação movida por Casagrande teria sido promovida graças a uma denúncia anônima recebida pelo Ministério Público (MP). Na ocasião, houve um encontro entre representantes do MP e do Botafogo para que um acordo fosse feito, mas os dirigentes botafoguenses disseram que não poderiam honrar com os termos do acordo que, dentre outras coisas, previa a antecipação da data de pagamento do dia 20 para o dia 5 de cada mês.

Para os dirigentes do Botafogo gera estranheza que apenas o Alvinegro esteja sendo ameaçado por atrasos salariais, problema enfrentado pela maioria dos clubes do Rio de Janeiro.

Deixa que eu cuido: O Botafogo formalizou, nesta quarta-feira, junto à Prefeitura do Rio, a adoção da estátua do 'Manequinho', monumento instalado desde 1927, em frente à sede de General Severiano e que antes estava sob os cuidados da Secretaria do Meio Ambiente. Com a parceria firmada, o 'Manequinho' terá a sua integridade assegurada pelo clube.

Na assinatura do termo de adoção, estiveram presentes o secretário municipal de Meio Ambiente, Célio Lupparelli, o presidente da Fundação Parques e Jardins, Osmar Caetano, e Bebeto de Freitas. O evento marcará a reinstalação da fonte depredada em setembro e que teve a sua restauração orçada em R$ 5 mil.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Situação complicada
Botafogo não consegue pagar os salários dos funcionários e procurador entra com ação

Topo