iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/11 - 09:12

Retrospecto histórico dá vantagem ao Palmeiras na reta final
Dos últimos cinco jogos, Verdão só tem desvantagem contra o Flamengo, no Maracanã; Para o São Paulo, problemas são o Vasco, em São Januário, e o Goiás, em Goiânia

Daniel Dias, repórter do iG Esporte

SÃO PAULO - Faltando só cinco rodadas para o fim do Brasileiro, a briga pelo título segue indefinida e os clubes que concorrem à taça analisam seus próximos jogos e os dos rivais. Mas, para saber quem levaria vantagem se prevalecesse a história, o iG Esporte analisou o desempenho no Brasileirão de São Paulo, Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro e Flamengo para seus respectivos confrontos, no estádio onde os jogos serão realizados.

Se prevalecer a história, o Palmeiras conquistará 12 dos 15 pontos que ainda tem a disputar. O São Paulo levará 10 e o Grêmio somará 9, enquanto Flamengo e Cruzeiro somariam apenas 7 pontos cada nas últimas cinco rodadas. Se isso acontecesse, o Palmeiras seria o campeão brasileiro e o Flamengo seria o único dos cinco times a ficar fora da disputa da Libertadores 2009 — nesse caso, a única mudança na tabela seria a inversão das posições do São Paulo, atual líder, e o Palmeiras, vice.

Antes que alguém conteste a importância do histórico de confrontos, deixamos o exemplo de Grêmio x Figueirense, domingo, no qual o favoritismo apontava para o clube gaúcho — além de estar na frente da tabela e jogar em casa, o Grêmio havia goleado os catarinenses por 7 a 0, em Florianópolis. O retrospecto do duelo pelo Brasileiro, contudo, mostrava grande eqüilibrio: duas vitórias do Grêmio, duas vitórias do Figueirense e dois empates. No final, houve empate por 1 a 1, resultado em que poucos apostariam.

A tabela de cada um
O São Paulo, que para muitos tem os confrontos mais fáceis até o fim do torneio — em cinco jogos enfrenta quatro candidatos ao rebaixamento —, joga contra algumas pedreiras, pelo menos se levarmos em conta o histórico. O Tricolor leva vantagem sobre a Portuguesa (mesmo no Canindé), Figueirense e Fluminense, mas não costuma se dar bem quando joga com o Vasco em São Januário, além de ter um confronto em geral equilibrado diante do Goiás, no Serra Dourada.

Já o Palmeiras, que terá dois confrontos diretos pelo título, se dá melhor. O Verdão tem vantagem sobre Grêmio, Vitória e Botafogo, nunca enfrentou o Ipatinga pelo Brasileiro, no Palestra Itália (onde uma vitória é mais do que provável), e só fica na pior diante do Flamengo, no Maracanã.

O Grêmio, por sua vez, costuma se dar bem quando enfrenta o Atlético-MG e o Coritiba, no Olímpico, nunca enfrentou o Ipatinga, no Ipatingão, e tem problemas contra o Palmeiras, no Palestra Itália, e Vitória, no Barradão.

Cruzeiro e Flamengo são os times que, prevalecendo o retrospecto, terão mais dificuldades em seus próximos jogos. Os mineiros vão bem contra a Portuguesa e o próprio rubro-negro carioca, empatam contra o Fluminense (no Mineirão) e perdem para Náutico e Internacional. O time de Caio Júnior, por sua vez, vence Palmeiras e Goiás, teve mais empates no clássico contra o Botafogo e leva a pior contra Cruzeiro e Atlético-PR.

Dizer que a história pode "fazer a diferença" não passa de suposição, é claro. Mas os dados dos retrospectos dão mais ingredientes para que torcedores, jornalistas e matemáticos façam seus cálculos e possam apontar os favoritos ao título.

Veja então como é o retrospecto dos cinco candidatos ao título para os jogos finais e saiba quantos pontos cada um deles somaria se esse critério prevalecesse*:

SÃO PAULO - Somaria 10 pontos e chegaria a 72:
Contra a Portuguesa, no Canindé: 6 jogos / 3 vitórias / 1 empate / 2 derrotas (venceu mais - 3 pontos)
Contra o Figueirense, no Morumbi: 5 jogos / 5 vitórias (venceu mais - 3 pontos)
Contra o Vasco, em São Januário: 12 jogos / 2 vitórias / 4 empates / 6 derrotas (perdeu mais - 0 ponto)
Contra o Fluminense, no Morumbi: 24 jogos / 17 vitórias / 4 empates / 3 derrotas (venceu mais - 3 pontos)
Contra o Goiás, no Serra Dourada: 12 jogos / 3 vitórias / 6 empates / 3 derrotas (empatou mais - 1 ponto)

PALMEIRAS - Somaria 12 pontos e chegaria a 73:
Contra o Grêmio, no Palestra Itália: 11 jogos / 8 vitórias / 2 empates / 1 derrota (venceu mais - 3 pontos)
Contra o Flamengo, no Maracanã: 20 jogos / 6 vitórias / 6 empates / 8 derrotas (perdeu mais - 0 ponto)
Contra o Ipatinga, no Palestra Itália: nunca se enfrentam no estádio pelo Brasileiro*
Contra o Vitória, no Barradão: 11 jogos / 6 vitórias / 2 empates / 3 derrotas (venceu mais - 3 pontos)
Contra o Botafogo, no Palestra Itália: 12 jogos / 9 vitórias / 2 empates / 1 derrota (venceu mais - 3 pontos)

GRÊMIO - Somaria 9 pontos e chegaria a 69:
Contra o Palmeiras, no Palestra Itália: 11 jogos / 1 vitória / 2 empates / 8 derrotas (perdeu mais - 0 ponto)
Contra o Coritiba, no Olímpico: 15 jogos / 10 vitórias / 3 empates / 2 derrotas (venceu mais - 3 pontos)
Contra o Vitória, no Barradão: 10 jogos / 2 vitórias / 1 empate / 7 derrotas (perdeu mais - 0 ponto)
Contra o Ipatinga, no Ipatingão: é a primeira vez que os dois se enfrentam no estádio*
Contra o Atlético-MG, no Olímpico: 14 jogos / 7 vitórias / 5 empates / 2 derrotas (venceu mais - 3 pontos)

CRUZEIRO - Somaria 7 pontos e chegaria a 65:
Contra o Fluminense, no Mineirão: 13 jogos / 5 vitórias / 3 empates / 5 vitórias (igual em vitórias - 1 ponto)
Contra o Náutico, nos Aflitos: 10 jogos / 2 vitórias / 1 empate / 7 derrotas (perdeu mais - 0 ponto)
Contra o Flamengo, no Mineirão: 16 jogos / 6 vitórias / 6 empates / 4 derrotas (venceu mais - 3 pontos)
Contra o Internacional, no Beira-Rio: 22 jogos / 2 vitórias / 7 empates / 13 derrotas (perdeu mais - 0 ponto)
Contra a Portuguesa, no Mineirão: 13 jogos / 9 vitórias / 4 empates (venceu mais - 3 pontos)

FLAMENGO - Somaria 7 pontos e chegaria a 64:
Contra o Botafogo, no Maracanã: 35 jogos / 11 vitórias / 16 empates / 8 derrotas (empatou mais - 1 ponto)
Contra o Palmeiras, no Maracanã: 20 jogos / 8 vitórias / 6 empates / 6 derrotas (venceu mais - 3 pontos)
Contra o Cruzeiro, no Mineirão: 16 jogos / 4 vitórias / 6 empates / 6 derrotas (perdeu mais - 0 ponto)
Contra o Goiás, no Maracanã: 16 jogos / 8 vitórias / 7 empates / 1 derrota (venceu mais - 3 pontos)
Contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada: 8 jogos / 1 empate / 7 derrotas (perdeu mais - 0 ponto)

* Levando em consideração que Grêmio e Palmeiras venceriam seus jogos contra o lanterna Ipatinga.


Leia mais sobre: São Paulo Grêmio Palmeiras Cruzeiro Flamengo Brasileirão



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


US

Quem fica com o título?
Faltando cinco rodadas para o término do Brasileirão, cinco equipes ainda estão na briga

Topo