iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/11 - 20:47

Celso Roth se irrita com protesto da torcida em treino

Cerca de 20 pessoas da torcida do Grêmio tentaram invadir o local em que o técnico trabalhava com a equipe no Olímpico

Agência Estado

PORTO ALEGRE - Se por um lado alguns jogadores procuraram conter a invasão da torcida ao treino do Grêmio nesta terça-feira, e até conversaram com os torcedores, o técnico Celso Roth não gostou nada do protesto que chegou a gerar tumulto. O comandante da equipe gaúcha parecia irritado com o ocorrido e deixou claro que não tinha a menor intenção de ouvir os invasores.

"Nem sei se eles estão conversando. Eu me abstenho de dar opinião.
Já trabalhamos em outros clubes. Não concordo com essa situação", disse o treinador, se referindo a conversa entre membros da diretoria gremista, jogadores e torcedores. No episódio desta terça-feira, cerca de 20 pessoas da torcida do Grêmio tentaram invadir o local em que Celso Roth trabalhava com a equipe no Estádio Olímpico.

"Isso não é torcedor do Grêmio, é uma coisa localizada. Nem sei do conteúdo. Se a direção resolveu conversar com torcedor e jogador é problema deles", disse Roth. O treinador, apesar de não afirmar publicamente, deixou a entender que o protesto seria algo organizado para desestabilizar o seu trabalho.

A perda da liderança do Brasileirão na última rodada, após o empate em casa diante do Figueirense, parece ter sido o estopim para o protesto. Mesmo com a manifestação indesejada, Roth segue confiante.

"O clube está disputando o título, com boa condição. Tivemos um resultado ruim contra um adversário que sempre nos complica", disse o treinador, que admitiu o desempenho abaixo do esperado no returno. "Nos últimos jogos não estamos com o rendimento do primeiro turno."


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo