iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/11 - 16:01

Benazzi reduz o tom, mas reitera cobrança ao elenco

“Não quero mais quase. Todos têm que honrar a camisa do clube”, esbravejou após derrota para Avaí

Gazeta Esportiva

CAMPINAS - O técnico Vágner Benazzi não escondeu a sua irritação na entrevista concedida logo após a derrota por 2 a 1 para o Avaí, que deixou a Ponte Preta longe da briga pelo acesso. “Não quero mais quase. Todos têm que honrar a camisa do clube”, esbravejou na ocasião.

Mais calmo nesta segunda-feira, na reapresentação do elenco alvinegro, o treinador explicou as declarações polêmicas. “Eu não gosto de falar assim desse jeito, mas achei que era o meu dever cobrar dos atletas. E se eles têm algo a dizer que venham falar comigo. Era dessa forma que eu gostava quando faziam comigo”, afirmou.

Logo após o jogo em Florianópolis, alguns atletas tomaram a iniciativa de conversar com o comandante. “Me procuraram para conversar, dizendo que estavam devendo para o time e, principalmente, para a torcida”, revelou Benazzi.

Artilheiro do time campineiro na Série B, Luís Ricardo garante que o grupo entendeu o recado e a postura do técnico. “A declaração foi dada com a adrenalina em alta. Nós entendemos e dividimos a responsabilidade com ele”, aliviou.

A derrota diante do Avaí deixou a Macaca na oitava colocação da Segundona, com 48 pontos, sete a menos que o G-4 faltando cinco rodadas para o fim do torneio. Nesta terça-feira, a equipe segue a preparação para o confronto com o Juventude, sexta, em Campinas.

Leia mais sobre: Vágner Benazzi Ponte Preta



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo