iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/11 - 19:45

Muricy admite: trabalhou mais para atingir “inesperada” ponta
“A equipe mudou muito e com certeza precisou muito mais da comissão técnica neste ano”, disse o técnico

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Menos de 24 horas depois de levar o São Paulo pela primeira vez à liderança deste Brasileiro, Muricy Ramalho já se satisfaz com seu feito. Após ficar 11 pontos atrás do Grêmio, o técnico conseguiu superar os gaúchos e se isolar no primeiro lugar a cinco rodadas do fim da competição.

E admite: tem participação muito maior neste ano do que no bicampeonato conquistado em 2006 e 2007.

“A equipe mudou muito e com certeza precisou muito mais da comissão técnica neste ano”, comentou à Rádio Record o treinador que sempre disse que é responsável por apenas 25% das conquistas de seus times. “No futebol, os jogadores fazem a diferença para ganhar os jogos e as competições. Mas a comissão teve que intervir muito mais neste ano, com um trabalho maior”, completou.

Durante toda a temporada, o comandante tricolor não cansou de repetir os problemas que teve para montar a equipe, principalmente depois da eliminação da Libertadores. Por isso, é sincero ao dizer que já não contava com a luta pelo tricampeonato. “A gente não esperava essa liderança. Não fizemos um grande campeonato, oscilamos muito no primeiro turno e o Grêmio estava muito bem. Mas os times que estavam na nossa frente vacilaram muito e nós chegamos”, comemorou, sempre ressaltando uma “conversa para que o grupo pelo menos jogasse melhor”.

Contudo, mesmo sendo o único que só depende de si para ficar com a taça, o são-paulino nega-se a exaltar apenas a ascensão na tabela. “Nossa volta por cima foi só por estarmos no primeiro lugar. Foi pelo trabalho, conseguimos repor os jogadores que saíram. O futebol é muito dinâmico e na maioria das vezes a paixão toma conta, mas eu nunca me entusiasmo. Sempre acreditei no trabalho”.

E, com este discurso, Muricy quer reforçar: seu time não é o favorito. “Está tudo muito igual. O Grêmio, por exemplo, era superfavorito e teve sorte por conseguir um empate em casa com o Figueirense. A Portuguesa também merecia ganhar do Flamengo no Maracanã, o Ipatinga ganhou do Coritiba...”, lembrou. “Está todo mundo brigando por alguma coisa agora. Vai ser campeão quem errar menos, e nós temos um grupo experiente e preparado para isso”, concluiu.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo