iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/11 - 18:45

Duque de Caxias volta ao STJD em novo julgamento do caso cai-cai

Equipe carioca foi duramente punida após dois jogadores simularem contusão quando o time tinha três jogadores a menos em campo

Gazeta Esportiva


RIO DE JANEIRO - Após ser duramente punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Duque de Caxias entrou com pedido de Recurso no órgão e será novamente julgado nesta quinta-feira. O objetivo é tentar salvar a equipe, o técnico Marcelo Borges e os jogadores Rafael e Edivaldo para as últimas rodadas da Série C do Campeonato Brasileiro.

O time foi julgado e condenado pelo episódio que ficou conhecido como “cai-cai”, quando, jogando com três a menos, por ordem do técnico, Rafael e Edivaldo simularam lesão em um lance e conseguiram garantir na base da cera o empate em 1 a 1 do time carioca diante do Rio Branco-AC.

Por isso, os dois jogadores foram suspensos por 120 dias, enquanto o treinador Marcelo Borges acabou com gancho de um ano dos gramados. O Duque de Caxias perdeu o ponto conquistado na partida e foi excluído da próxima edição do Brasileirão, no qual disputaria, no mínimo, a Série C (o time ainda busca o acesso para a Série B).

O clube tentou pedido de efeito suspensivo para o técnico e os jogadores, mas o presidente do STJD, Rubens Approbato. O objetivo era liberar o atletas para disputar a competição enquanto não houvesse o julgamento definitivo.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo