iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/11 - 13:25

Dorival vê Coxa perto do limite. Mas promete cobrar.

"Prefiro conversar com jogadores e diretoria em quatro paredes", confessou o treinado da equipe

Gazeta Esportiva

CORITIBA - A derrota por 2 a 0 para o Ipatinga tumultuou o ambiente do Coritiba para a reta final do Campeonato Brasileiro. Sem chance de alcançar a Libertadores da América e com uma queda vertiginosa de produção, o time precisa acordar para não ter mais surpresas.

O técnico Dorival Junior até reclamou da arbitragem em Minas Gerais, mas sabe que nada disso justifica o resultado.

“O goleiro fez cena do primeiro ao último minuto do segundo tempo. Jogadas com dupla interpretação. Não quero justificar o resultado, mas o que desequilibra muito é a maneira que a arbitragem interpreta vários lances”, analisou o treinador, que também elogiou a atuação do adversário. “No entanto, sabemos que o Ipatinga fez por merecer essa vitória”, completou.

Dorival voltou a reclamar da falta de tempo que teve para arrumar o time e prometeu cobrar os jogadores, mas internamente. “Até agora, conduzimos os resultados com toda frieza e naturalidade, não há problema algum e vamos resolver lá dentro, com conversa. Faltou aquilo que a maioria das equipes teve: tempo de trabalho. Vamos ter tranqüilidade. Prefiro conversar com jogadores e diretoria em quatro paredes”, contou.

Dorival não pretende fazer mudanças drásticas a essa altura, mas tentará fazer a equipe superar os limites para obter uma classificação na Copa Sul-americana. “Estamos observando tudo e sabemos que o grupo tem um limite. Eu vou com a equipe que eu acho que é titular, porque preciso segurar uma vaga na Sul-americana. Depois disso podemos pensar em outra possibilidade”, finalizou.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo