iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/11 - 00:04

Derrotado, Fábio culpa auto-confiança por triunfo contra Grêmio

"Às vezes a confiança se torna inimiga", afirmou o goleiro cruzeirense após a derrota para o Goiás

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - Após ter sofrido três gols nos 16 primeiros minutos do jogo deste domingo contra o Goiás, Fábio ficou irritado e deu um discurso que muitos torcedores já diziam em Belo Horizonte: o Cruzeiro estava confiante demais. Para o goleiro, a derrota por 3 a 0 tem como causa a vitória pelo mesmo placar diante do então líder Grêmio na quarta-feira.

“A equipe tinha confiança pelo que fez contra o Grêmio e tinha trabalhado bem nos dois dias que ficou em Goiânia. Estava pronta para realizar uma boa partida. Mas isso ficou só da boca para fora. A atitude não foi como contra o Grêmio e isso ocasionou a derrota”, explicou o camisa 1. “Às vezes a confiança se torna inimiga. E a auto-confiança depois da vitória sobre o Grêmio prejudicou em termos de concentração.”

Sincero, o arqueiro descartou a expressão “salto alto” em relação à postura celeste no Serra Dourada, mas diz nunca ter visto sua equipe atuar tão mal. “Vários fatores causaram essa falta de concentração, como achar que o jogo ia ser decidido normalmente na hora que acharmos, que era fator de tempo. Foi a pior partida que fizemos”, decretou.

Mantendo a calma apesar do resultado que deixou o atual campeão mineiro em quarto lugar, a quatro pontos do líder São Paulo, Fábio quer que o tropeço no Centro-Oeste sirva de lição para as cinco rodadas restantes no Brasileiro. É consenso entre os mineiros que o título ainda é possível.

“No futebol, se você não entra determinado e concentrado, a tendência de ser surpreendido é muito grande independente de quem você enfrenta. O Goiás aproveitou nossa falta de atenção no setor defensivo, finalizou bem e conseguiu os gols. Mérito para eles. Agora temos que pensar no próximo jogo, porque esse não volta mais”, conformou-se.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo