iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

02/11 - 15:04

Vitória levará protesto à CBF por confusão nos Aflitos

Após derrota e muita confusão ao término da partida, a diretoria do clube baiano anunciou que vai tomar providências

Agência Estado

RECIFE - O jogo entre Náutico e Vitória, ocorrido neste sábado no Estádio dos Aflitos, no Recife, promete não terminar tão cedo fora de campo. Após a derrota por 1 a 0 e muita confusão ao término da partida, a diretoria do clube baiano anunciou que levará uma representação à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na segunda-feira, solicitando que providências sejam tomadas pelo ocorrido.

Dois episódios fora do gramado marcaram o jogo nos Aflitos. No intervalo, Vagner Mancini, técnico do Vitória, denunciou que policiais teriam invadido o vestiário de seu time dando ordem de prisão ao goleiro Viáfara, que se desentendeu com a polícia no final do primeiro tempo. Apesar de negar a abordagem da maneira como relatou o treinador do clube baiano, o comando da polícia no estádio admitiu que foi até o vestiário para tentar conversar com o goleiro.

Segundo o presidente do Vitória, Jorge Sampaio, os policiais entraram no vestiário "de forma truculenta e fortemente armados", e como conseqüência o "treinador Vagner Mancini teve seu trabalho prejudicado, pois não pôde passar suas instruções". Além disso, após o final da partida, os jogadores do time baiano alegaram que havia gás de pimenta nos vestiários, fazendo com que os atletas retornassem ao gramado.

"Ao final do jogo, os atletas do Vitória não conseguiram entrar no vestiário porque jogaram algum tipo de gás muito forte no local. Nosso médico, Dr. Ivan Pinto está com a pele bastante irritada, assim como o assessor de imprensa Roque Mendes. Alguns jogadores tiveram dificuldade para respirar", explicou Sampaio.

Apesar da polícia nos Aflitos negar que tenha qualquer participação no episódio do gás nos vestiários, o presidente do Vitória cobrou providências. "Estes absurdos não podem continuar acontecendo. Não é a primeira vez que a polícia interfere em um jogo de futebol neste estádio e isso é inadmissível", disse Sampaio, lembrando que no início do Brasileirão, o zagueiro André Luís, do Botafogo, saiu detido pelos policiais após uma confusão quando foi expulso de campo.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Futura Press

Jogo fora do campo
Vagner Mancini reclama de 2 episódios longe dos gramados, mas que para ele interferiram no jogo

Topo