iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

02/11 - 22:34

Para Mário Sérgio, árbitro lesou Figueira “premeditadamente”
“Ele marcou uma série de faltinhas perto da área porque sabe que o Grêmio é muito bom na bola alta”, disse

Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - A atuação do árbitro baiano Jailson Macedo Freitas no Estádio Olímpico deixou o técnico Mário Sérgio Pontes de Paiva extremamente revoltado após o empate por 1 a 1 entre Grêmio e Figueirense. O treinador do clube catarinense reclamou de forma veemente da falta de critério do apitador, que teria danou sua equipe de forma intencional.

“Ele (árbitro) prejudicou premeditamente o nosso time”, iniciou Mário Sérgio, que chegou ver o Figueira na frente do placar após o gol de Marquinho aos sete minutos de jogo. O Grêmio empatou aos 46 minutos ainda da etapa inicial, com Reinaldo, após uma jogada de tiro livre indireto por conta de uma marcação de Freitas: demora de 6s do goleiro Wilson em repor a bola.

“Pode até ser que ele não tenha errado em marcar os 6s, mas o fato é que o Wilson fez a mesma coisa umas outras dez vezes e ele não marcou. Poderia ter sido 10 a 1 para o Grêmio”, ironizou Mário Sérgio. “Ele marcou uma série de faltinhas perto da área porque sabe que o Grêmio é muito bom na bola alta”, emendou o técnico do clube catarinense.

O ex-jogador também fez um pedido à comissão de arbitragem da CBF: mais cuidado ao fazer a escala de arbitragem para as próximas cinco rodadas do Brasileiro, que definirão o torneio nacional.

“Ele é um árbitro de segundo escalão que não pode apitar um jogo como este. Não se pode colocar um árbitro medíocre”, disparou o técnico. “Sei que não sou ninguém para pedir, mas gostaria que os responsáveis pelo futebol decidam a partida no campo, sem interferência do árbitro como neste domingo”, concluiu.


Leia mais sobre: Mário Sérgio Figueirense

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias