iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

02/11 - 22:39

‘No limite’, São Paulo descarta favoritismo
“O campeonato está difícil e muito equilibrado. Não dá para apontar um favorito porque todo mundo está jogando no limite”, disse

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O São Paulo assumiu pela primeira vez a liderança do Campeonato Brasileiro na noite deste domingo. No entanto, mesmo com apenas cinco rodadas até o fim da competição, o técnico Muricy Ramalho recusa o status de favorito ao Tricolor e lembra que não gosta de empolgação no elenco.

“O campeonato está difícil e muito equilibrado. Não dá para apontar um favorito porque todo mundo está jogando no limite”, afirmou o treinador, para completar logo depois. “No ano passado, estávamos 12 pontos na frente e eu dizia que não éramos campeões (antes da hora). Nós não nos empolgamos, ainda mais agora que está apertado. A empolgação fica fora e vamos trabalhar duro”.

O São Paulo chegou aos 62 pontos no Brasileirão, apenas um a mais que o segundo colocado, o Palmeiras. O Tricolor conseguiu uma arrancada impressionante para alcançar a ponta, já que chegou a ficar 11 pontos atrás do primeiro lugar.

“Estávamos 11 pontos atrás do líder e conseguimos encostar, o que não é fácil. Trabalhamos muito duro e a parte emocional fica terrível. Tem que trabalhar no limite e conversar com jogadores para não se empolgarem. Para quem comanda também não é fácil, estou no limite também”, comentou.

Apesar do placar de 3 a 0, Muricy Ramalho adverte que o Internacional impôs dificuldade ao Tricolor na noite deste domingo, no Morumbi.

“Nosso time foi muito competitivo e tínhamos uma estratégia de jogo sabendo que o Inter viria para cima. Não foi tão bonito, mas fizemos três gols em um grande time. Disseram que o Inter viria mais ou menos, mas só não vieram o Nilmar e o D’Alessandro. Jogador de futebol sempre quer jogar muito. Não atuamos bonito, mas fomos muito competitivos e conseguimos ganhar”, concluiu.

Autor de um dos gols do São Paulo no triunfo, o atacante Borges também descartou que sua equipe esteja com vantagem sobre os demais na briga pelo troféu do Brasileirão.

“Não dá para dizer que o São Paulo é favorito. Temos de respeitar o Grêmio, e o Palmeiras venceu hoje (domingo). Faltam cinco jogos e temos de trabalhar com pés no chão porque não conquistamos nada”, afirmou o goleador.


Leia mais sobre: São Paulo Brasileirão



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo