iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

01/11 - 11:45, atualizada às 17:07 01/11

Pai de Marcos morre e goleiro não deve jogar; Roque está fora
Com triste notícia recebida de madrugada, goleiro foi para sua cidade e não deve jogar clássico contra o Santos; Jovem Bruno já fala como possível titular para o jogo na Vila Belmiro

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Vanderlei Luxemburgo recebeu duas péssimas notícias na manhã deste sábado. Antes de ouvir dos médicos que Roque Júnior está vetado para enfrentar o Santos neste domingo, o treinador soube que o pai de Marcos, Ladislau Silveira Reis, de 73 anos, faleceu às 6 horas da manhã.

O goleiro seguiu imediatamente para Oriente, sua cidade natal e dificilmente deve jogar. Bruno, seu reserva imediato, é o provável escalado e não hesitou em garantir que está pronto para dar conta do recado, mostrando conhecimento até sobre o adversário de domingo:

"Já tive algumas experiências no banco e jogar na Vila é uma dificuldade imensa para qualquer equipe. Além de técnica e qualidade, vamos ter que mostrar muita determinação e empenho se quisermos ter sucesso e conseguir os três pontos."

Ao ser noticiado do infarto que causou a morte de seu pai, o capitão palmeirense viajou em um avião fretado para o município onde nasceu, localizado na região de Marília, a 496 km da capital paulista. Seu Ladislau era diabético e passou os últimos dias internado em um hospital da cidade. Seu enterro está marcado para este domingo.

Marcos passou toda a carreira comentando sobre seu relacionamento com o pai. Segundo o goleiro, Seu Ladislau era corintiano fanático e chegava a quebrar rádios nas paredes quando sua equipe perdia. De acordo com o ídolo alviverde, esta recorrente atitude o transformou em palmeirense desde a infância.

A ausência do camisa 12 no confronto da Vila Belmiro ainda não foi confirmado pelo clube, já que a comissão técnica espera por uma ligação de Marcos para informar se participa do duelo marcado para as 17 horas (de Brasília) no litoral paulista.

Substituto garante que está pronto
De qualquer maneira, Bruno treinou normalmente na manhã deste sábado, na Academia, e se diz preparado. Aos 25 anos, o goleiro, também revelado no Verdão, ganhou espaço com a venda de Diego Cavalieri para o Liverpool e estreou nos profissionais neste ano, na derrota por 3 a 1 para o Vasco, em São Januário, pela Sul-americana.

"Eu ainda não sei se vou jogar, mas me sinto em ótimas condições e preparado. Além disso, já 'quebrei' aquela ansiedade e expectativa por ter feito meu primeiro jogo", disse o camisa 45, que também participou da vitória por 1 a 0 sobre o Sport Áncash no Palestra Itália. E

Em ambas as partidas, Luxemburgo escalou Bruno em meio a uma equipe mista. Se jogar contra o Santos, será a primeira participação do arqueiro reserva com os principais jogadores do Verdão.

"A gente sabe da responsabilidade que é substituir o Marcos. Ele é único nessa posição. Mas eu tenho treinado bastante para que, quando surja alguma oportunidade, eu tenha condições de surprir a ausência dele", afirmou.

Mudança na defesa
Já o desfalque de Roque Júnior era esperado. O zagueiro sentiu dores na coxa no início da vitória de quarta-feira sobre o Goiás, mas atuou os 90 minutos e deixou o jogo com cansaço muscular. Sem o camisa 33, que não foi nem relacionado para a viagem ao litoral, o técnico coloca o time novamente no 4-4-2, com Martinez e Gustavo na zaga.

Diante destas circunstâncias, o provável Palmeiras que entra em campo neste domingo é: Bruno; Elder Granja, Gustavo, Martinez e Leandro; Pierre, Jumar, Evandro e Diego Souza; Kléber e Alex Mineiro.


Leia mais sobre: Marcos Palmeiras



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Futura Press

Espaço para o jovem
Bruno, revelação da base palmeirense, deve ser o substituto de Marcos no clássico

Topo