iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

01/11 - 15:28, atualizada às 22:37 01/11

Manchester e Chelsea promovem chuva de gols
Time de Cristiano Ronaldo toma susto, mas vence Hull; Blues não tomam conhecimento do Sunderland e são líderes

Trivela.com

LONDRES (Inglaterra) - Foi um choque de realidade. Com uma boa (e surpreendente) campanha, que o colocava, inclusive, à frente do Manchester United na tabela de classificação, o Hull foi a Old Trafford neste sábado pela 11ª rodada da Premier League com esperanças de vitória. Mas, no dia em que completava 250 jogos com a camisa vermelha, Cristiano Ronaldo provou que a fama de melhor do mundo não é fortuita, e foi o grande personagem do jogo na vitória do Manchester por 4 a 3. 

Tal como já ocorrera na rodada anterior contra o Chelsea, o Hull tomou o primeiro gol logo a três minutos de bola rolando. Cristiano Ronaldo recebeu na área, fez um belo giro e marcou. Com amplo domínio, as jogadas saíam com facilidade. Aos 16 minutos, Rooney recebeu na direita, cortou para dentro e, na entrada da área, marcou o segundo. Seis minutos depois, o Hull descontou. Em cobrança de falta, Dawson alçou bola na área e Cousin ganhou de cabeça da zaga: 2 a 1. Aos 29, Berbatov carregou a bola pelo meio e lançou Carrick que, em velocidade, bateu cruzado da entrada da área e ampliou a vantagem do Manchester. Um minuto depois, outro lançamento primoroso de Berbatov encontrou Cristiano Ronaldo na direita, que chutou em cima do goleiro.

AP
De volta aos bons tempos, Cristiano Ronaldo voltou a brilhar em jogo do seu time


Já na segunda etapa, aos 17 minutos, Nani cobrou escanteio para Cristiano Ronaldo, de cabeça, ampliar para 3 a 1. Pouco depois, foi a vez de Vidic completar cruzamento na pequena área e fazer 4 a 1. Com tamanha facilidade, o Manchester desacelerou o jogo e o bom time do Hull reagiu, fazendo dois gols: o primeiro com Mendy, num belo toque que encobriu o goleiro Van der Sar; e o segundo em pênalti cobrado pelo brasileiro Geovanni – pondo ainda mais emoção nos minutos finais. Mas o jogo terminou mesmo 4 a 3, chegando a 21 pontos e ultrapassando, portanto, o próprio Hull na tabela de classificação, que permanece com 20 pontos.

Já o Chelsea, de Felipão, não encontrou nenhuma resistência para fazer 5 a 0 sobre o Sunderland, redimindo-se da derrota na rodada anterior para o Liverpool – que quebrara uma invencibilidade de 86 jogos disputados em Stamford Bridge. Com o resultado, os Blues chegam aos mesmos 26 pontos do líder Liverpool e alcançam a liderança da competição. Outro destaque no Chelsea foi a estréia do volante Mineiro, que começou no banco e entrou no segundo tempo.

Sem correr riscos, o Chelsea procurou o jogo desde o início. O primeiro momento de perigo aconteceu com Deco, que acertou o travessão do goleiro Fulop. Aos 26 minutos, Joe Cole finalizou e, no rebote, o zagueiro Alex apareceu na pequena para empurrar para as redes e abrir o placar. Nada menos que três minutos depois, Lampard cruzou na área e Anelka ampliou: 2 a 0. O próprio atacante francês faria o terceiro gol, em passe de Malouda, já nos acréscimos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, foi a vez de Joe Cole cruzar e Lampard, aos cinco minutos, fazer o quarto gol do time de Felipão. Na jogada seguinte, o quinto e derradeiro gol: Malouda cruzou para Anelka, que não perdoou.

Confira os resultados:
Everton 1 x 0 Fulham
Chelsea 5 x 0 Sunderland
Manchester United 4 x 3 Hull City
Middlesbrough 1 x 1 West Ham
Portsmouth 1 x 2 Wigan
Stoke 2 x 1 Arsenal
West Bromwich 2 x 2 Blackburn
Tottenham 2 x 1 Liverpool

Outros campeonatos:


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Beque oportunista
Zagueiro Alex pegou o rebote de chute de Joe Cole e abriu o placar para o Chelsea

Topo