iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

01/11 - 16:03

Fernando é liberado e pode barrar Jorge Luiz no clássico

Zagueiro sempre foi encarado como dúvida durante a semana por causa de dores fortes na perna esquerda

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O técnico Renato Gaúcho ganhou uma boa notícia para o clássico deste domingo, às 19h10 (de Brasília), contra o Fluminense. O zagueiro Fernando, que era dúvida para o confronto, foi liberado pelo departamento médico e vai a campo.

O jogador deixou o empate por 2 a 2 com o Atlético-PR reclamando de fortes dores na perna esquerda, mas trabalhou normalmente na manhã deste sábado, no último treino da equipe antes do confronto.

Com a presença de Fernando, não está descartada completamente a saída de Jorge Luiz, muito criticado pelos torcedores nos últimos jogos e vaiado a maior parte do tempo contra o Furacão.

“Tenho conversado com o Jorge Luiz, como sempre faço. Não acho justo as pessoas só falarem das falhas dele. Ninguém lembra que ele fez uma grande partida contra o Goiás. Ele segue contando com a minha confiança, mas se vai jogar é outro departamento”, disse Renato.

Caso Jorge Luiz saia, a tendência é que Eduardo Luiz ganhe a posição. Para este confronto, o Vasco não terá o lateral-esquerdo Valmir e os atacantes Edmundo e Leandro Amaral, todos vetados pelo departamento médico. Com isso, Rodrigo Antônio entra na lateral e Alex Teixeira e Alan Kardec formam a dupla de ataque.

O Cruzmaltino deverá ir a campo neste domingo com a seguinte formação: Rafael, Baiano, Fernando (Eduardo Luiz), Jorge Luiz e Rodrigo Antônio; Jonílson, Mateus, Leandro Bomfim e Madson; Alex Teixeira e Alan Kardec.

Renato Gaúcho fica? A diretoria confirmou que vai iniciar negociações com Renato Gaúcho para que o treinador permaneça no clube em 2009. Porém o técnico só deverá se posicionar após o Campeonato Brasileiro.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo