iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

01/11 - 14:23

Brum e Cuevas deixam treino e Márcio Fernandes não confirma time

Na véspera do clássico contra o Palmeiras, na Vila Belmiro, o Santos segue indefinido para o confronto

Gazeta Esportiva

SANTOS - Na véspera do clássico contra o Palmeiras, na Vila Belmiro, o Santos segue indefinido para o confronto deste domingo. Sem poder contar com o zagueiro Domingos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Márcio Fernandes ainda depende do aval do departamento médico para definir o time que entra em campo.

O volante Roberto Brum e o atacante Nelson Cuevas, que não jogaram na quinta-feira, diante do Sport, participaram normalmente do começo do treino recreativo (rachão) deste sábado, no CT Rei Pelé. No entanto, os dois voltaram a sentir dores e tiveram que deixar a atividade antes do seu final, preocupando o treinador santista.

Sem confirmar a escalação da equipe, Márcio Fernandes espera contar com os dois contra o Palmeiras. “Infelizmente o Brum voltou a sentir aquela dor que o tirou da partida contra o Sport e o Cuevas, aquela mesma que o deixou de fora contra o Figueirense. Espero contar com esses jogadores, mas ainda é preciso aguardar”, disse o comandante.

A dúvida em torno da presença dos dois atletas surpreendeu o técnico alvinegro, pois em Recife, após o empate por 1 a 1 contra o Sport, o médico Carlos Braga disse que Brum, Rodrigo Souto e Cuevas estariam liberados para o clássico. O único que parece ser certeza para este jogo é Souto, que não sentiu mais as dores que o impediram de atuar na Ilha do Retiro e está liberado pelo Departamento Médico.

Com relação ao sistema defensivo, a situação é mais confortável. O retorno de Fabiano Eller e a ausência de Domingos devem fazer com que Adaílton seja mantido entre os titulares. Caso jogue, esta será a quarta partida consecutiva do zagueiro após a lesão no joelho que o afastou dos gramados por oito meses.

Sem dar pistas sobre o parceiro de Eller, Márcio Fernandes aproveitou para elogiar os candidatos à vaga. “Temos duas opções muito boas. Sempre que eles (Fabão e Adaílton) entraram, corresponderam”, destacou, antes de enaltecer as recentes atuações de Fabão. “Ele teve aquele problema contra o Goiás, em que ele saiu no primeiro tempo, mas o Fabão soube aceitar bem isso. Tanto que contra o Sport, ele entrou no decorrer do jogo e foi bem. Com sua experiência, deu tranqüilidade ao time”, concluiu.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo