iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

31/10 - 21:21

Contra tranqüilidade do Vitória, Náutico apela para os Aflitos
Para aliviar a pressão e finalmente pôr fim a um jejum de sete jogos sem triunfar, a equipe novamente clama por sua torcida

Gazeta Esportiva

RECIFE - Apesar do comemorado empate com o Internacional no Beira-Rio, os resultados da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro recolocaram o Náutico na zona de rebaixamento.

Para aliviar a pressão e finalmente pôr fim a um jejum de sete jogos sem triunfar, a equipe novamente clama por sua torcida e pede que o Aflitos esteja lotado às 18h30 (de Brasília) no duelo contra um Vitória já sem grandes pretensões.

Diferentemente dos baianos, em Pernambuco o clima está pesado contra Roberto Fernandes. Exaltado por ter salvado o clube da volta à Série B no ano passado, o treinador tem sido cobrado pela falta de resultados em casa. O Timbu é o terceiro pior mandante da competição, com 48% de aproveitamento. Para piorar, não vence em seu estádio há três jogos – o último sucesso foi nos 2 a 0 sobre o Ipatinga em 6 de setembro.

Apesar do péssimo desempenho em seus domínios, os Aflitos é sempre destacado como a maior arma alvirrubra para escapar do descenso. O time inicia a partida deste sábado em 17º lugar, com 33 pontos, e tem passado o recado de que mais três só serão conquistados caso a massa apóie os jogadores do início ao fim.

“Pela experiência no futebol, a gente passa a observar algumas coisas que chateiam. O principal é nossa torcida, que não pode nos abandonar. Eles têm lotado os Aflitos nos últimos jogos, mas algumas pessoas querem jogar contra. Precisamos de todos com a gente”, convocou Ruy.

Para animar companheiros e torcedores, o lateral-direito ressalta o empate conquistado nos acréscimos na quarta-feira. “Depois do jogo com a Portuguesa (empate por 1 a 1 nos Aflitos, no último sábado), o psicológico do grupo foi abaixo de zero. Esse empate com o Inter foi bom para todos recuperarem a confiança. Agora, é ter mais maturidade para jogar do início ao fim da mesma maneira”, pediu.

O herói da partida em Porto Alegre, no entanto, não estará em campo. O zagueiro Vagner, autor do gol do empate, está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. E não será apenas a defesa que deve ser alterada. Roberto Fernandes mantém sua política de mistério, mas o mais provável é que seja mais ofensivo pela necessidade da vitória.

O sistema 3-5-2 deve ser abandonado, mas Anderson deve ser colocado como lateral-esquerdo por sua capacidade de marcação. No meio-campo, Hamilton e Derley devem proteger a defesa para liberar as subidas de Ruy. Na armação, André Oliveira é o responsável para lançar William, que se reveza entre o meio e o ataque, e a dupla ofensiva formada por Felipe e Gilmar. É desta maneira que o time quer voltar a triunfar.

Com menos opções, e preocupações menores, o Vitória vai ao Recife tranqüilo. Apesar de não vencer há quatro partidas, a equipe de Vágner Mancini já não corre risco de rebaixamento e tem a vaga na Copa Sul-americana praticamente assegurada. Já sem chance de ir à Libertadores, os rubro-negros tem a intenção de ir somando pontos para não se desesperar pela classificação a um torneio continental.

Nesta missão, o técnico terá o retorno do zagueiro Anderson Martins na vaga de Thiago Gomes, mas não pode contar com o meia Willians, suspenso. A estrutura tática, contudo, não muda. O experiente meia Ramon e Marco Antônio disputam a posição. Um empate satisfaz o clube, que começa a rodada em nono lugar, com 45 pontos.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO X VITÓRIA

Local:
Aflitos, no Recife (PE)
Data: 1º de novembro de 2008, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Jose Henrique de Carvalho (SP)
Assistentes: Evandro Luis Silveira (SP) e Edmo Oliveira Santos (SE)

NÁUTICO: Eduardo; Ruy, Everaldo, Adriano e Anderson (Alessandro); Hamilton, Derley, William e André Oliveira; Felipe e Gilmar
Técnico: Roberto Fernandes

VITÓRIA: Viáfara; Marco Aurélio, Leonardo Silva, Anderson Martins e Marcelo Cordeiro; Vanderson, Renan, Jackson e Ramon (Marco Antônio); Marquinhos e Rodrigão
Técnico: Vágner Mancini


Leia mais sobre: Náutico Brasileirão Vitória



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo