iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

31/10 - 10:11

Alex Mineiro avisa: seu rendimento cresce na reta decisiva

Atacante tem contrato com o Palmeiras até o final deste ano e ainda não foi procurado para renovação

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Em 2001, um atacante até então considerado apenas um bom parceiro para o artilheiro Kléber Pereira roubou a cena no Atlético-PR. Com oito gols nos quatro jogos decisivos, tornou-se o grande nome do único título brasileiro do Furacão.

Seu nome era Alex Mineiro, o mesmo que garante ter condições de repetir o feito sete anos depois com a camisa do Palmeiras.

Há sete temporadas, o hoje camisa 9 alviverde deixou suas marcas no São Paulo (um gol, na quartas-de-final), no Fluminense (três, na semifinal) e no São Caetano (quatro na final, três no primeiro jogo e um no segundo, o que o tornou recordista de gols em uma decisão nacional). No Paulista deste ano, o centroavante repetiu o bom desempenho com quatro gols somando as semifinais (um, no São Paulo) e as finais (três, na Ponte Preta).

Diante dos números, o próprio Alex, que já se assumiu como arma decisiva para Wanderley Luxemburgo, promete corresponder às expectativas. “Costumo crescer nessa fase decisiva, aparecer mais. Vou continuar tentando aparecer mais nesta reta decisiva, como sempre fiz em todos os clubes que defendi”, discursa.

Depois de ter encerrado um jejum de quatro jogos marcando o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Goiás na quarta-feira, as palavras do atacante demonstram alívio. O jogador se sentia incomodado com o período sem marcar. Contudo, a diretoria e o técnico estão satisfeitos com os 36 que o camisa 9 já assinalou neste ano.

Com estes números, o centroavante leva consigo o sonho de se tornar o primeiro palmeirense artilheiro no Brasileiro. Após 32 rodadas, ele aparece em segundo lugar com 18 gols, três abaixo do santista Kléber Pereira. Uma distância que mantém o alviverde na briga, apesar de Alex já se conformar em não atingir a meta que traçou para si.

“O que eu tinha previsto antes do campeonato era que com mais ou menos 25 gols dava para ser artilheiro do Brasileiro. Tenho 18, mas, como faltam só seis jogos, vai ser difícil”, comenta.

De qualquer maneira, Alex terá no domingo a grande chance de ultrapassar Kléber Pereira no confronto direto contra o Santos do artilheiro, na Vila Belmiro. Na véspera, seu companheiro no quarto da concentração, Elder Granja, espera ouvir do atacante a mesma promessa feita em 4 de maio deste ano.

“O Alex Mineiro é sempre tranqüilo. Fica na dele e não faz promessas de gols nunca. Só fez antes da final do Paulista, quando ele prometeu fazer três gols e fez. Tomara que fale isso de novo para mim no domingo”, brinca o lateral-direito, que teve como resposta o costumeiro discurso humilde do camisa 9.

“Espero marcar no domingo, porque é importante para um centroavante marcar em clássico. É a melhor hora para o atacante aparecer e vou trabalhar muito para isso”, limita-se a prometer a esperança de gols palmeirenses na briga pelo título brasileiro.

Renovação – Apesar de já ter sido aprovado tanto por diretoria, comissão técnica e torcida, Alex Mineiro ainda não sabe seu destino em 2009. O atacante tem contrato com o Palmeiras até dezembro e espera uma posição de seus chefes para saber se fica no Palestra Itália.

“Até agora ninguém veio conversar comigo. Tudo depende da diretoria. No momento em que quiserem conversar, a gente conversa”, disse o atacante, que é visto como prioridade pela cúpula e, por isso, evita fazer pressão para que seja procurado o quanto antes. O foco do artilheiro e dos diretores, oficialmente, é apenas o Campeonato Brasileiro.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo