iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/10 - 21:35

Invasão de Bebeto de Freitas no Engenhão é relatada na súmula
Bebeto se revoltou após a indecisão do trio de arbitragem quanto ao gol de empate feito por Lucas Silva

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Os incisivos protestos feitos pelo presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, na noite desta quarta-feira após a anulação do gol de empate do time contra o São Paulo não devem passar despercebidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJD). Isso porque o árbitro Sérgio Correia da Silva relatou a invasão de campo na súmula do confronto, o que pode gerar denúncia pela Procuradoria.

Bebeto se revoltou após a indecisão do trio de arbitragem quanto ao gol de empate feito por Lucas Silva – Wellington Paulista estaria impedido no lance. O São Paulo vencia por 2 a 1 quando o meia bateu de dentro da área e estufou as redes. O árbitro ia validando o gol, mas atendeu à marcação de infração feita pelo assistente.

Imediatamente, o presidente invadiu o campo reclamando com o quarto árbitro. Enquanto os jogadores discutiam o lance em campo, Bebeto acabou retirado pelo policiamento. Agora pode ser indiciado e gerar punição ao Botafogo, de acordo com o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Confira o relato feito pelo árbitro na súmula

Após a anulação do gol do Botafogo, o Sr. Bebeto de Freitas, presidente da equipe do Botafogo, subiu as escadarias que dão acesso ao gramado, dirigindo-se ao 4º árbitro, Sr. Rodrigo Castanheira, dizendo as seguintes palavras: 'Ninguém vai sacanear o Botafogo aqui dentro. Isso é uma sacanagem o fazem com o Botafogo. Ele foi imediatamente retirado pelo policiamento.


Leia mais sobre: Bebeto de Freitas Botafogo



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo