iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/10 - 14:20

Apesar de má fase do River, técnico Simeone diz que continuará no cargo

Lanterna no Apertura, Simeone afirmou que a prioridade do River Plate é a Copa Sul-Americana

EFE

BUENOS AIRES (Argentina) - O argentino Diego Simeone, técnico do River Plate, afirmou que seguirá no cargo apesar do péssimo momento pelo qual a equipe atravessa.

Com o empate de ontem em 1 a 1 com o Newell's Old Boys, em pleno Monumental de Nuñez, o River caiu para a lanterna do torneio Apertura do Campeonato Argentino. Além disso, a equipe completou dez rodadas sem vitória.

"A equipe melhorou, mas o que conta no futebol são as vitórias", disse.

"Isto que ocorre com o River não é normal, mas é a realidade. Temos que encontrar forças para reagir. É difícil jogar no momento em que as pessoas pressionam com razão, mas é preciso ser forte e seguir trabalhando", completou.

Simeone, ex-volante da seleção argentina, ainda afirmou que já foi procurado pela direção do clube para negociar a renovação de seu contrato.

Apesar da aparente tranqüilidade, o técnico não escondeu a irritação com o resultado de ontem. Após o apito final, deu um soco no banco de reservas e machucou a mão, precisando de atendimento médico.

Mal no Apertura, Simeone afirmou que a prioridade do River Plate é a Copa Sul-Americana. A equipe de Buenos Aires enfrentará o Chivas, em Guadalajara, pela volta das quartas-de-final. Na ida, os argentinos perderam por 2 a 1 em casa.

"O jogo do México é o mais importante para o River. Pelo resultado da ida, é difícil. Precisamos marcar dois gols. Então, em princípio, o Chivas tem maiores chances de classificação", disse.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo