iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/10 - 18:34

Messi: “Todos se beneficiaram com vendas de Deco e Ronaldinho”
Sem os dois, Messi consolidou-se como principal nome da equipe e até herdou a camisa 10

Gazeta Esportiva

BARCELONA (Espanha) - Apesar de ser o único time com 100% de aproveitamento na Copa dos Campeões,, o Barcelona ainda não atingiu a liderança do Espanhol neste ano. Mesmo assim, Messi já vê evolução na equipe na primeira temporada sem dois astros recentes. O argentino ‘comemora’ as vendas dos brasileiros Ronaldinho Gaúcho e Deco.

“Sem Deco e Ronaldinho, o jogo do Barcelona mudou. Todos nós nos beneficiamos porque passamos a jogar mais com a bola”, explicou o meia-atacante ao jornal italiano Gazzetta Dello Sport.

Sem os dois, Messi consolidou-se como principal nome da equipe e até herdou a camisa 10. O craque, no entanto, não quer que os dois ex-companheiros entendam mal suas declarações. ‘Adotado’ por Ronaldinho quando chegou ao time profissional do clube catalão, o hermano garante que ainda fala com o brasileiro e prevê seu sucesso no Milan.

“Ainda converso com ele, trocamos mensagens pelo celular. Ele está feliz no Milan, crescendo no time. O Ronaldinho é um fenômeno como pessoa e como jogador. Os italianos vão me dar razão quando o conhecerem bem”, garante Messi.

Torcida argentina – Um dos candidatos à Bola de Ouro, prêmio dado pela revista France Football a quem for eleito o melhor do ano por jornalistas de todo o mundo, Messi revela que está disposto a fazer “qualquer coisa” para ser o primeiro argentino a ser homenageado.

“Não sei o que eu daria para ser o primeiro argentino a ficar com esse prêmio. O Di Stefano conseguiu, mas já era naturalizado espanhol, e o Sivori ganhou como italiano”, recordou o meia-atacante que, se não vencer, prefere ver outro jovem atacante de seu país ser agraciado.

“O Cristiano Ronaldo é um belo jogador e protagonizará uma luta muito boa com o Fernando Torres, o Kaká, o Rooney e o Xavi, mas eu escolheria o Agüero”, apontou, lamentando a ausência do espanhol Iniesta na lista. “Não entendi. O Iniesta é um monstro”, elogiou.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias