iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/10 - 22:44

Inter cede empate nos acréscimos e vê Libertadores ir embora

Vitória no Beira-Rio parecia nas mãos coloradas até os 45 minutos, mas Timbu igualou o placar no final; veja os gols

Gazeta Esportiva


PORTO ALEGRE - Mesmo com muito esforço, o Inter não conseguiu bater o Náutico nesta quarta-feira pelo Campeonato Brasileiro. A vitória no Beira-Rio parecia nas mãos colorada até os 45 minutos, nos acréscimos o Timbu igualou o placar em 1 a 1.

O primeiro gol só saiu somente aos 40 minutos do segundo tempo, mesmo com a incessante pressão imposta pelos donos da casa na segunda etapa com Ângelo. Vagner conseguiu o empate heróico para os pernambucanos.

O resultado deixa o Inter fora da briga por uma vaga na libertadores e coloca o Náutico na zona de rebaixamento. Com o apoio da torcida os comandados de Tite criaram inúmeras chances para marcar. Porém, a pontaria não estava boa. Foram mais de 20 escanteios e nada de gol. O Timbu resistiu bravamente e mesmo quando ficou em desvantagem conseguiu a recuperação.

Na próxima rodada, o Inter cumprirá tabela diante do São Paulo, no Morumbi. O Colorado jogará pelos seu interesses do rival Grêmio, que briga pelo título com a equipe paulista. Já o Náutico tentará deixar a zona de rebaixamento recebendo o Vitória, no sábado.

O jogo
Com um adversário bem fechado, o Inter soltou-se para o ataque desde os primeiros instantes. Pela direita, o lateral Ângelo começou avançando bastante, diferente dos últimos jogos. O Colorado tocava bem a bola, mas sem um atacante de velocidade para abrir espaços, dificilmente entrava na área adversária. O escape do Náutico era com Ruy, mas sem ameaçar os donos da casa. A principal finalização do Timbu foi em chute de fora de longe defendido em dois tempos por Lauro.

Aberto no lado canhoto, Daniel Carvalho movimentava-se pouco, mas fazia cruzamentos precisos que eram mal aproveitados. O time de Tite não tinha efetividade. A melhor oportunidade do Inter foi aos 14 minutos, Ângelo cobrou falta e Eduardo espalmou, no rebote Guto carimbou a defesa.

Aos poucos, Marcão começou a soltar-se pela esquerda. Impondo-se fisicamente sobre os adversários, virou a melhor figura da primeira etapa. Por pouco não marcou em duas jogadas aéreas, na primeira chegou atrasado, na segunda cabeceou errado. No começo da segunda etapa, nova oportunidade do lateral, desta vez a bola parou na trave.

O Inter martelou incessantemente. Com 15 minutos, Índio em um par de oportunidades, Daniel Carvalho, duas vezes (uma delas no travessão) e Guto já haviam arrematado com perigo. O goleiro Eduardo virava-se como podia. Entre um “bombardeio”e outro, o Náutico criou polêmica. Aos 9 minutos Gilmar marcou, porém o gol foi anulado. O atacante do Timbu cometeu falta em Guiñazu, porém, antes, Bolívar havia agarrado Willian dentro da área e nada foi assinalado.

Os colorados tonteavam os pernambucanos, mas as redes não eram balançadas. Vibração de gol só com o do Cruzeiro diante do Grêmio. Aos 24, os torcedores no Beira-Rio ficaram arrepiados, Clodoaldo entrou livre e Lauro foi obrigado a sair nos pés do atacante para salvar. Na seqüência foi a vez dos gaúchos, mas a bola insistia em não entrar. Tendo recém entrado no jogo, Valter bateu rente à trave.

Mesmo com menor intensidade, os comandados de Tite não desistiam de conquistar a vitória para seguirem sonhando com uma vaga na Libertadores. A insistência foi recompensada aos 40 minutos. Após cruzamento de Valter, Ângelo de pé direito conseguiu vencer Eduardo e pela primeira vez comemorar um gol com a camisa colorada.

Todo o esforço desmoronou nos acréscimos em lance inusitado. Após cobrança de escanteio o goleiro Eduardo desviou para Vagner bater errado e a bola entrar após desvio na defesa. Deixando o Beira-Rio atônito e fez a torcida vaiar o time.

Assista aos gols do empate em Porto Alegre:

FICHA TÉCNICA (veja como foi o jogo lance a lance)
INTERNACIONAL 1 X 1 NÁUTICO

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 29 de outubro, quarta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Antônio Hora Filho (SE)
Assistentes: Ivaney Alves de Lima e Ailton Farias da Silva (ambos do SE)
Público: 14.464
Cartões amarelos: Daniel Carvalho (I); Reinaldo e Vágner (N)
Gol:
INTERNACIONAL: Ângelo, aos 40 minutos do segundo tempo
NÁUTICO: Vágner, aos 47 do segundo tempo

INTERNACIONAL: Lauro; Ângelo, Índio, Bolívar e Marcão; Edinho, Andrezinho (Taison), Guiñazu e D’Alessandro; Daniel Carvalho (Luiz Carlos) e Guto (Valter)
Técnico: Tite

NÁUTICO: Eduardo; Vágner, Everaldo e Adriano; Ruy, Ticão, Reinaldo, Anderson Santana (Alessandro) e Willian (Geraldo); André Oliveira (Clodoaldo) e Gilmar
Técnico: Roberto Fernandes


Leia mais sobre: Internacional Náutico



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Vipcomm

Homem moicano
O estiloso Guiñazu não conseguiu levar o Internacional à vitória em casa

Topo