iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/10 - 18:34

Amigo de Obina, Cristian torce por título de ex-clube
Na última quinta-feira, Cristian vibrou com a goleada, 5 a 0, que o Flamengo aplicou sobre o Coritiba no Maracanã

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O volante Cristian tatuou em seu braço esquerdo uma inscrição que é trecho de música cantada pela torcida do Flamengo, seu ex-clube: “Eu sempre te amarei.. .”. Agora no Corinthians, ele garante que o gesto se trata de uma homenagem à esposa. “Fiz antes de os flamenguistas começarem a gritar”, sorriu o jogador, escondendo a tatuagem com a mão direita.

A prioridade de Cristian nos domingos de folga não é a família. “Meus filhos brigam comigo para brincar. Até o Cristian Júnior já está me atormentando. Mas gosto de assistir aos jogos da Série A. A única coisa que sei fazer é jogar futebol”, contou o volante, que prefere as partidas do Flamengo. A torcida é para que o ex-time seja campeão brasileiro.

Na última quinta-feira, Cristian vibrou com a goleada, 5 a 0, que o Flamengo aplicou sobre o Coritiba no Maracanã. Telefonou para o atacante Obina, seu ex-companheiro de quarto nas concentrações da equipe carioca, antes e após a partida. O flamenguista retribuiu o gesto no sábado, quando o Corinthians conseguiu o acesso matemático à Primeira Divisão.

Na ocasião, Cristian vestiu uma camiseta da principal torcida organizada do Corinthians para festejar. Explicou que se entusiasmava mais com os corintianos do que com os rubro-negros, e refez a média na tarde desta quarta-feira. “As duas torcidas fazem a diferença, mas não dá para comparar. Pelo fato de serem mais humildes, os torcedores do Corinthians são mais fanáticos”, relacionou.

Corinthians e Flamengo se consideram co-irmãos. O clube carioca parabenizou o “Sport Clube Corinthians” (a grafia correta é o Sport Club) logo após a confirmação do retorno à Primeira Divisão. Em resposta, o atual time de Cristian divulgou nota para externar seu apoio na disputa pelo título da Série A deste ano.

“Se o Flamengo vencer o Vitória hoje [quarta-feira], dará um passo muito importante para conquistar o título”, torceu o volante, sem demonstrar muita animação com a possibilidade de ter ajudado o Fla a vencer a Série A e o Corinthians, a B. Mas nem o relacionamento de Cristian com o técnico Caio Júnior, que o afastou do Rubro-negro, o impede de incentivar a equipe de Obina. “Qual é o problema? Não tive nada de mais com o Caio.”

Eu nunca vou te abandonar – Apesar de ainda pensar no Flamengo, Cristian já se diz corintiano. “Se o Flamengo não for campeão brasileiro, torço pelo Grêmio. Palmeiras e São Paulo, de jeito nenhum. Falo isso como corintiano”, afirmou o volante, enquanto franzia a testa e se protegia do frio com uma toalha presa à cintura.

O zagueiro Chicão foi mais um que fechou a cara quando ouviu falar em Palmeiras e São Paulo. “Já deu para perceber que não quero saber desses, não é?”, brincou o jogador. “Torço para o Cruzeiro ser campeão porque tenho grandes amigos lá, como o Henrique e o Marquinhos Paraná, e já trabalhei com o Adílson Batista”, acrescentou.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo