iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/10 - 13:29

Timão desmente rumores e adota cautela total com reforços

Mário Gobbi desmentiu que o clube negocia com Kily Gonzalez, Escudero, Leandro Amaral e Jorge Henrique

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Para evitar a expectativa dos torcedores e conter a euforia logo após o acesso, o Corinthians tratará o assunto reforços com o maior cuidado possível. Na manhã desta segunda-feira, o vice-presidente de futebol Mário Gobbi desmentiu as notícias de que o clube já negocia com os argentinos Kily Gonzalez e Escudero, os atacantes Leandro Amaral e Jorge Henrique.

Deivid, sonho do presidente Andrés Sanchez, é outro que sequer foi sondado, segundo o dirigente.

“Quem não gostaria de ter o Deivid aqui? É um jogador que já esteve aqui, nos de vários títulos. Mas temos que falar disso com extrema cautela, O torcedor acorda todo o dia para comprar o jornal e saber as novidades do tié e não podemos criar muitas expectativas para este torcedor. Temos que falar disso com muita cautela. O Corintiano é um retrato do povo, é sofrido. Não posso nem falar que tenho vontade de trazer o Deivid, porque se cria uma expectativa”, justificou Gobbi.

O vice de futebol corintiano só confirmou que está negociando a permanência do argentino Herrera. “Estamos procurando um atacante, mas pensamos em trazer para formar o ataque com o Herrera. Ele é a cara do Corinthians, criou uma identidade muito forte com a torcida. Fizemos uma proposta por sua aquisição, mas é uma situação complexa, ele tem três donos”, lembrou Gobbi. O Gimnasia La Plata, o San Lorenzo e um empresário dividem os direitos federativos do argentino.

Em relação à saída de jogadores, o dirigente usa a mesma fórmula: cautela. “Não posso dizer que ninguém vai sair. Futebol é business. Vivemos um capitalismo selvagem. A intenção é não vender ninguém, vamos lutar, fazer de tudo para isso. Só que temos que pensar primeiro nos interesses do Corinthians”, despistou.

“Evoluímos de dezembro do ano passado para cá e desta vez não precisamos correr desesperadamente atrás dos reforços. Ano passado assumimos sem ter nem uma comissão técnica. Formamos uma equipe que tem padrão de jogo. Se saíssemos de férias hoje, entraríamos em janeiro com a equipe que ganhou do Ceará”, concluiu Mário Gobbi.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo