iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/10 - 18:59

Taffarel prevê Victor na seleção e aconselha Renan no Valencia
Contratado para ser reserva no Valencia, Renan surpreendeu e se consolidou no time

Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - Contestado por alguns e elogiados por outros, Júlio César é o dono incontestável da camisa 1 da seleção brasileira de Dunga. Mas, no futuro, quem deve ficar com a vaga será alguém com destaque no Rio Grande do Sul. Esta pelo menos é a previsão de Taffarel.

Um dos heróis na conquista do tetracampeonato, o titular do Brasil nas Copas do Mundo de 1990, 1994 e 1998 dá conselhos ao ex-colorado Renan, que conta com uma medalha de bronze olímpica na carreira, e elege Victor, do Grêmio, como o melhor da posição no país. É na dupla que o ex-arqueiro aposta para o futuro verde-amarelo.

Contratado para ser reserva no Valencia, Renan surpreendeu e se consolidou no time. Ascensão que conta com dicas de Taffarel. “Converso muito com o Renan. Na semana passada mesmo falei com ele. Jogar fora do país abre a cabeça e é bom não só para a carreira, mas para a vida”, indica o ex-goleiro, que acumula passagens por Parma e Reggiana, da Itália, e Galatasaray, da Turquia.

O camisa 1 na vitória no Mundial dos Estados Unidos vê com orgulho a personalidade de seu sucessor no Beira-Rio. “Sempre falei com ele sobre comportamento. É um guri que sabe o que quer. Tomou na hora certa a atitude de dizer que sairia do Inter se não jogasse. Teve uma fase ruim porque achou que estava muito bem, e sempre que o goleiro pensa assim começa a falhar. Mas se recuperou e tem se dado bem no Valencia. É um goleiro muito bom, tem futuro na seleção”, projeta.

A mesma previsão envolve Victor. Goleiro menos vazado do Campeonato Brasileiro – sofreu 25 gols em 31 jogos -, o titular de Celso Roth tem encantado Taffarel. “O Victor tem boa estatura e tem aparecido muito bem em uma equipe que está em formação. É um goleiro moderno. Tem deficiências naturais, como a bola no chão, mas nenhum goleiro é perfeito e ele ainda vai amadurecer”, argumenta.

Com os elogios, o ex-arqueiro tenta passar tranqüilidade ao goleiro do Olímpico. E avisa: não precisa ficar ansioso, a chance com Dunga vai aparecer no tempo certo. “O Victor tem essa possibilidade de ir para a seleção. Se não for hoje, deve ser chamado no futuro. É algo natural”.

A aposta em Victor com a camisa verde-amarela é tanta que Taffarel o coloca na frente de Marcos e Rogério Ceni nesta briga. E não só pela qualidade do gremista. “O Marcos já foi convocado, foi campeão de Copa do Mundo. O Rogério Ceni também. São dois grandes goleiros, mas hoje o momento deles está nos clubes. Acho que já estão satisfeitos em termos de seleção, talvez não nem tenham mais esperanças de convocação”, arrisca.

Porém, mesmo diante de tantas previsões, Taffarel faz questão de afirmar: não sacaria Júlio César do time. “O Júlio César está muito bem na seleção, ganhou uma bagagem muito grande na Inter de Milão. Isso é visível. Ele merece ser o camisa 1”, aponta, orgulhoso de ver outros brasileiros com sucesso nos gols italianos.

“Nossos goleiros estão jogando nos principais times da Itália. O Doni na Roma, o Doni na Inter de Milão, o Dida foi titular por muito tempo no Milan. Só na Juventus não tem porque lá joga o titular da seleção italiana”, finaliza, lembrando que Buffon é o escalado no time de Turim.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo