iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/10 - 19:44

Adílson descarta Cruzeiro 'amarelão' e mantém crença no título
"Eu vejo um campeonato equilibrado e acredito que vamos brigar até a última rodada em nível igual", disse o técnico

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - Nem mesmo a derrota para o Atlético-PR por 1 a 0 neste sábado desanimou o técnico Adílson Batista quanto ao futuro do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro. Depois de perder a chance de reassumir a vice-liderança da competição, o comandante mantém a confiança e prevê uma briga equilibrada pelo título nacional.

“Eu vejo um campeonato equilibrado e acredito que vamos brigar até a última rodada em nível igual. As dificuldades serão para todos e temos que diminuir a desvantagem nesta quarta-feira”, opinou o treinador, em entrevista ao Sportv, antes de explicar com exemplos porque o torcedor cruzeirense não deve acreditar naqueles que dizem que a Raposa vai ‘amarelar’ na hora H.

“Fico chateado (quando pensam isso), porque fomos melhores em muitos jogos, o time está jogando bem. Contra o Palmeiras fomos superiores, contra o Grêmio tivemos algumas dificuldades, mas fomos melhores. Vencemos o Flamengo no Rio de Janeiro, fomos bem contra o São Paulo, também. Contra o Atlético-PR fizemos um bom jogo. Eu acredito”, tentou explicar, disparando diversos exemplos.

As escolhas de Adílson Batista para provar seu argumento, no entanto, não condizem com a tese apresentada. Dentre os confrontos citados, em apenas um o Cruzeiro saiu com os três pontos, quando fez 2 a 1 no Flamengo, no Maracanã. No restante, jogar bem não conseguiu salvar a equipes de derrotas para São Paulo (2 a 0), Grêmio (1 a 0) e Atlético-PR (1 a 0), fora de casa, além do 1 a 0 para o Palmeiras no Mineirão.

Se os comandados de Adílson tivessem jogado ainda melhor, confirmando o apresentado em campo com vitórias, o Cruzeiro teria 64 pontos na classificação do Brasileirão, o que deixaria uma confortável vantagem de cinco pontos para o atual líder, Grêmio.

Mas o time ainda terá chances de mostrar que pode chegar ao título, já que restam sete rodadas para o fim do campeonato e a Raposa ainda fará dois confrontos diretos, contra Grêmio e Flamengo. Apesar disso, o técnico Adílson Batista não vê diferença em relação aos concorrentes com tabela menos complicada.

“As duas tabelas são difíceis. Pegamos o Atlético-PR com desfalques, mas s superação é o que pode fazer diferente. Vejo um equilíbrio muito grande no campeonato e não dá para esconder isso”, completou o treinador, que prepara seus comandados para pegar o tricolor gaúcho nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Mineirão.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo