iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/10 - 10:56

Quase definido, Marília viaja para tentar salvação fora de casa

Após a partida, elenco voltará ao hotel, e viajará já no domingo para o Ceará, onde enfrenta o Fortaleza

Gazeta Esportiva

MARÍLIA - O Marília se prepara para entrar na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro, que definirá seu futuro na competição. Ameaçado pelo fantasma do rebaixamento, o MAC jogará fora de casa nas duas próximas rodadas, quando enfrentará Avaí e Fortaleza, precisando somar pontos para deixar as últimas posições da tabela de classificação.

Por isso, os paulistas já iniciaram a preparação para os dois próximos jogos. No início da noite desta quinta-feira, o time viajou para São Paulo, onde ficará por algumas horas. Além do embarque para Florianópolis, os jogadores tem outra atividade agendada para esta sexta: um treino, que começa às 15 horas (horário de Brasília), no CT do Corinthians, em Itaquera.

A escalação embarcou para São Paulo praticamente definida: Alencar; Bruno Ribeiro, Leandro Amaro, Fernando e Serginho; João Marcos, Diego (Ricardinho), João Vítor e Altair; Ricardinho Furacão e Betinho. Além dos 12 jogadores, o técnico Gil Alves ainda relacionou o goleiro Giovanni, os zagueiros René, Flávio e Fábio Recife, o lateral Rafael Mineiro, os meias Rodrigo Batata e Sammuel, e o atacante Cláudio.

O jogo do Marília contra o Avaí é válido pela 32ª rodada da Série B e acontece neste sábado, em Florianópolis, a partir das 20h30 (horário de Brasília). Após a partida na Ressacada, o elenco voltará ao hotel, e viajará já no domingo para o Ceará, onde enfrenta o Fortaleza na terça-feira, no mesmo horário. O confronto, decisivo para definir a zona de rebaixamento, acontece no Castelão, e deve marcar o retorno do zagueiro Flávio ao MAC.

Atividades nos bastidores - O sábado ainda terá atividades para o Marília nos tribunais, onde o clube tentará absolver o volante João Marcos. O jogador foi expulso na derrota por 1 a 0 para o São Caetano, em jogo pela 30ª rodada, e poderá ser suspenso por até 540 dias.

João Marcos foi citado no artigo 253 (agressão física) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). No entanto, o advogado maqueano, Domingos Moro, já antecipou sua estratégia para o julgamento: tentar desqualificar a acusação, que seria inclusa no artigo 255 (praticar ato de hostilidade).

O jogador, confiante, não fala em absolvição, mas acredita em pena mais branda. “Estou ciente que não cometi nenhuma atitude que eu possa merecer uma penalidade tão severa, de 120 ou 540 de suspensão”, explicou João Marcos.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias