iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/10 - 00:00

Elenco flamenguista 'lava a alma' com goleada sobre o Coxa

Jogadores queriam apagar a má impressão causada na torcida após a goleada sofrida para o Galo no Maracanã

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - A vitória do Flamengo sobre o Coritiba por 5 a 0 nesta quinta-feira serviu para lavar a alma do elenco rubro-negro, após duas fracas atuações pelo Campeonato Brasileiro, contra Atlético-MG e Vasco. Os que mais tiveram motivos para comemorar foram os autores dos gols: Obina, Léo Moura, Maxi, Ibson e Bruno.

“Foi uma vitória para nós mesmos e para os torcedores, que compareceram contra o Atlético-MG e nós decepcionamos. Foi um jogo para subir o astral da torcida”, comemorou Obina, o mais querido pela torcida, que sofreu um pênalti e abriu o placar no Maracanã.

“Nunca pensei em um dia deixar de ser o xodó da torcida. Sempre que há lugar tento ajudar e isso é imporante. Estou melhor fisicamente, lutando e correndo ao máximo”, completou o jogador, que acabou dando oportunidade para o goleiro Bruno balançar as redes pela segunda vez na carreira.

“A galera incentivou, os companheiros não achavam ruim e eu treino às vezes lá na Gávea. Bati o pênalti e fui feliz”, comemorou o jogador, que não foi o único a marcar após longo tempo: o meia Ibson quebrou o jejum de exatos três meses ao fazer o terceiro gol rubro-negro no confronto.

“Faz bastante tempo que faço gol. Fico feliz, primeiramente, em ajudar a equipe a sair com a vitória. 90 dias (sem marcar gols) é muito tempo, mas o importante é ajudar o time a conseguir vencer e pude fazer isso hoje”, disse o meia, que soma sete gols na competição. Com média mais modesta, até o argentino Maxi Biancucchi fez o seu pela segunda vez e recebeu elogios do técnico.

“No segundo tempo, com a entrada do Maxi, do Fernando e do Fierro ficamos mais fortes e começamos a usar o contra-ataque. O Maxi tem essa característica e hoje isso foi decisivo”, opinou Caio Junior. Para completar a festa rubro-negra no Maracanã, o lateral-direito Léo Moura comemorou seu aniversário também marcando o seu.

"Hoje, todo mundo correu e se esforçou muito. Vou agradecer a cada um agora. No vestiário, eu pedi para que eles me dessem esse presente e eles retribuíram”, completou o jogador, que agora tem 30 anos completos de idade.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo