iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/10 - 22:30

Com sofrimento, Juventude vence o Gama
O resultado deixa o Ju vivo na briga para subir de divisão e deixa o clube do Distrito Federal numa situação desconfortável na parte de baixo da tabela

Gazeta Esportiva

CAXIAS DO SUL - O Juventude não consegue fazer uma partida ser fácil. A equipe gaúcha venceu nesta sexta-feira, com ajuda da arbitragem, o Gama por 3 a 2 pela 32ª rodada da Série B.

O resultado deixa o Ju vivo na briga para subir de divisão e deixa o clube do Distrito Federal numa situação desconfortável na parte de baixo da tabela.

Mesmo diante de um oponente fraco e jogando em casa, o time de Ivo Wortmann não conseguiu abrir uma vantagem confortável durante os 90 minutos. Nas poucas oportunidades que teve o Gama vazou a defesa dos donos da casa. O Ju abriu o placar com Mendes, cobrando pênalti inexistente. No segundo tempo, o Gama marcou com dois jogadores vindos do banco de reservas, Landu e Allison, entre os dois gols dos visitantes, Dirley balançou as redes para o alviverde da Serra Gaúcha. O gol da vitória saiu somente aos 41 minutos do segundo tempo com Schwenk.

Agora, o Juventude segue a cinco pontos do quarto colorado, o Vila Nova. Na próxima rodada, o esmeraldino receberá o Santo André. O Gama, que obteve a quarta derrota seguida, jogará contra o Vila Nova em Goiânia para tentar diminuir a diferença para o primeiro não rebaixado. O time do centro do país está a quatro pontos do Criciúma, primeiro clube fora da zona de rebaixamento.

O Juventude tomou a iniciativa do jogo desde os primeiros instantes. Os donos da casa queriam se aproveitar o quanto antes da pior defesa da Série B. O primeiro a tentar foi Lauro em chute de fora da área aos 6 minutos que passou perto do gol.

Para abrir o placar, o Ju precisou de uma mãozinha da arbitragem. Aos 11 minutos, o árbitro Antônio de Carvalho Schneider marcou pênalti inexistente em Mendes, que cobrou e com uma paradinha abriu o placar.

Só os donos da casa atacavam. Porém, faltava qualidade para ampliar a vantagem. Schwenk perdeu gol feito aos 19 minutos ao chutar de dentro da área para defesa do goleiro André Zandoná. Se o juiz ajudou os gaúchos no começo, prejudicou na seqüência, quando marcou falta no arqueiro do Gama anulando o gol de Schwenk. O ímpeto do Juventude foi diminuindo. A partida não tinha muita qualidade, com muitas faltas e grande número de passes errados.

No segundo tempo, o Gama acordou e a partida ficou mais dinâmica. Na sua primeira jogada e campo, Landu recebeu de Thiaguinho e colocou a bola na rede surpreendendo a papada logo aos 2 minutos. A reação do esmeraldino foi imediata com Dirley marcando de cabeça e colocando os donos da casa novamente em vantagem.

O confronto começou a ficar mais disputado, apesar do Gama levar pouco perigo. Mendes e Murilo Ceará arriscaram de longe, mas André Zandoná evitou a ampliação do placar. Porém, o Juventude rondava a área adversária, sempre pelo lado esquerdo, mas sem criar oportunidades claras.

Aos poucos, o alviverde foi cedendo espaços ao adversário. A atitude foi quase fatal. Após cobrança de falta Alisson de cabeça empatou. Mas ainda deu tempo para Schwenk, completamente impedido, colocar o Ju em vantagem, numa vitória das mais sofridas.O atacante dedicou o gol ao seu filho Davi.

FICHA TÉCNICA
JUVENTUDE 3 X 2 GAMA  (Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)
Data: 24 de março de 2008, sexta-feira
Árbitro: Ântonio Frederico de Carvalho Schneider (RJ)
Assistentes: Jackson Lourenço Massarra dos Santos e Eduardo de Souza Couto (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Marcelo Costa, Elvis e Schwenk (Juventude); Júlio César, Rodrigo Ninja, Pedro Paulo e Aragoney (Gama)
Cartão vermelho: Landu (Gama)
Gols: JUVENTUDE: Mendes, aos 11 minutos do primeiro tempo; Dirley, aos 13 minutos, e Schwenk aos 41 minutos do segundo tempo. GAMA: Landu, aos 2 minutos dos segundo tempo; Alisson, aos 32 minutos do segundo tempo

JUVENTUDE: Michel Alves; Juan Perez, Dirley e Murilo Ceará (Cris); Elvis, Walker, Lauro, Marcelo e Egídio; Schwenck e Mendes (Maycon)
Técnico: Ivo Wortmann

GAMA: André Zandoná; Edylton, João Vitor, Pedro Paulo e Rodrigo Ninja; Júlio César, André Silva, Edimar (Alisson) e Thiaguinho (Aragoney); Bebeto e Maia
Técnico: Jean Cláudio


Leia mais sobre: Juventude Gama



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo