iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/10 - 00:09

Vasco bate o Goiás em noite de Edmundo

Com dois gols do Animal, um de Madson e outro de Alex Teixeira, o Vasco deixou a lanterna do Brasileirão ao vencer por 4 a 2

Gazeta Esportiva

GOIÂNIA - O Vasco realizou uma grande partida e derrotou o Goiás por 4 a 2 em partida disputada na noite desta quarta-feira no Serra Dourada, em Goiânia. Comandado pelo veterano Edmundo que voltou ao time em grande estilo, a equipe de São Januário jogou com muito empenho e quebrou uma invencibilidade de oito jogos do Goiás.

Com a vitória,a primeira sob o comando de Renato Gaúcho, o Vasco deixou a lanterna do Campeonato Brasileiro embore continue na zona do rebaixamento. Agora o Vasco soma 30 pontos ganhos e ocupa o 18º lugar. Já o Goiás segue em nono lugar com 45 pontos.

O time carioca mereceu amplamente a vitória por ter feito sua melhor exibição dos últimos tempos. Edmundo que esteve afastado da equipe cumprindo suspensão de dois jogos imposta pelo STJD, justificou a confiança depositada por Renato Gaúcho e se transformou no líder da equipe dentro de campo. No Goiás, o grande nome foi o lateral Vítor que infernizou o lado esquerdo da defesa do Vasco mas não a ajuda dos companheiros. Na próxima rodada o Vasco receberá o Atlético Paranaense enquanto o Goiás vai ao Palestra encarar o Palmeiras.

O Goiás começou a partida com uma postura agressiva tentando se aproveitar da má situação do adversário para estabelecer logo uma vantagem no placar. Aos sete minutos, Paulo Baier acertou um bom chute de fora da área mas o goleiro Rafael defendeu com segurança. O Vasco atuava com muito espírito de luta tentando superar suas deficiências à base do esforço físico.

Com Edmundo de volta, o time tentava se aproveitar dos espaços deixados pela defesa do Goiás. E aos 20 minutos, quando tudo indicava que o time da casa faria o primeiro gol, o volante Mateus acertou um bom chute de fora da área e o goleiro Harley rebateu nos pés de Edmundo que bateu de primeira para colocar a bola nas redes.

A vantagem deu mais tranqüilidade ao time carioca e fez o Goiás se enervar com a dificuldade para penetrar na defesa do time dirigido por Renato Gaúcho. Aos 28 minutos, Alex Teixeira recebeu a bola de uma cobrança de lateral penetrou em diagonal e bateu cruzado para marcar o segundo gol. Aos 30 minutos, Paulo Baier invadiu a área e foi derrubado por Valmir. Pênalti muito contestado pelos vascaínos e que só foi cobrado aos 32 minutos pelo mesmo Paulo Baier sem qualquer chance para o goleiro Rafael.

A partida ficou mais equilibrada e o Vasco, sob o comando de Edmundo, levava mais perigo ao arco de Harley para irritação da torcida que passou a protestar contra a atuação da sua equipe que lutou muito mas não conseguiu modificar o marcador no primeiro tempo.

O Goiás voltou com muito mais disposição para o segundo tempo, utilizando seus laterais Vítor e Júlio César como ponteiros, pressionando o Vasco contra seu próprio campo. Aos sete minutos, o Verdão quase empatou. Vítor cruzou pela direita, e Júlio César, livre, perdeu o gol, hesitando na hora de concluir e permitindo que o goleiro Rafael desse um tapa na bola e evitasse o gol. Dois minutos depois, o Goiás empatou em jogada parecida. Vitor passou por Valmir, cruzou e Iarlei, entre os zagueiros vascaínos, bateu com violência para vencer Rafael.

Os goianos nem tiveram tempo para as comemorações porque o Vasco voltou a passar à frente do marcador aos 12 minutos. Edmundo puxou o contra ataque e passou para o zagueiro Jorge Luiz que já dentro da área, rolou para o baixinho Madson chutar cruzado. A bola desviou em Henrique e passou entre as pernas do goleiro Harley. Dois minutos depois, Edmundo recebeu a bola dentro da área e foi agarrado pelo zagueiro Paulo Henrique. O Animal assumiu a responsabilidade de cobrar e chutou forte pelo alto para marcar o quarto gol da equipe carioca.

Aos 24 minutos, um torcedor vestido com a camisa do Goiás invadiu o gramado para reclamar dos jogadores e do árbitro o que causou a irritação dos jogadores do time da casa. A partir dos 30 minutos, o Vasco recuou para administrar a vantagem e o Goiás passou a pressionar, quase sempre com o lateral direito Vítor que sempre levava vantagem no duelo contra Valmir e cruzava com grande perigo para a defesa vascaína que se virava da forma como era possível, dando chutões para frente.

No ataque do Vasco, Edmundo que jogava com muito empenho, era o responsável por não deixar a defesa goiana respirar. Nos minutos finais, Edmundo assumiu a responsabilidade de segurar o jogo enquanto o Goiás apenas tentava furar a defesa do time carioca com Vítor, mas o Vasco soube se defender com competência para garantir o importante resultado.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 2 X 4 VASCO  (Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 22 de outubro de 2008, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba (Fifa-RS)
Assistentes: Paulo Ricardo Conceição e José Antonio Chaves Filho (Ambos do RS)

Cartão Amarelo: Paulo Henrique, Paulo Baier(G); Alex Teixeira(V)

Gols: GOIÁS:Paulo Baier aos 32 minutos do primeiro tempo e Iarley aos nove minutos do segundo tempo
VASCO:Edmundo aos 20 do primeiro e 14 minutos do segundo tempo; Alex Teixeira aos 28 minutos do primeiro tempo e Madson ao 12 minutos do segundo tempo

GOIÁS: Harley; Ernando, Henrique e Paulo Henrique; Vitor,Fahel( Ramalho), Fernando, Paulo Baier e Júlio César(Thiago Feltri); Anderson Gomes(Adriano Gabiru) e Iarley.
Técnico: Hélio dos Anjos

VASCO: Rafael, Eduardo Luiz, Jorge Luiz e Fernando; Baiano(Wagner Diniz), Jonílson, Mateus((Leandro Bomfim), Mádson e Valmir; Alex Teixeira(Pedrinho) e Edmundo .
Técnico: Renato Gaúcho


Leia mais sobre: Vasco Goiás Brasileirão Edmundo

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Futura Press

goiás e vasco

Xô lanterna
Time venceu a 1ª sob o comando de Renato Gaúcho e, de quebra, deixou a última posição na tabela

Topo
Contador de notícias