iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/10 - 00:05

Em jogo polêmico, Palmeiras cai em casa ante Argentinos Juniors

Antes do gol dos visitantes, Verdão chegou a marcar em pênalti de Diego Souza, mas paradinha foi punida por juiz 

Gazeta Esportiva

 
SÃO PAULO - O Palmeiras classificou o confronto contra o Argentinos Juniors como um teste para a Libertadores-2009. A primeira impressão ante um adversário de um país tradicional foi ruim. Novamente com uma equipe mesclada de reservas e titulares, o Verdão acabou derrotado nesta quarta-feira por 1 a 0, no Parque Antártica, no primeiro encontro das quartas-de-final da Copa Sul-Americana.

A partida foi recheada de lances polêmicos. No primeiro tempo, Léo Lima bateu falta, a bola tocou no travessão e, segundo as imagens da televisão, ultrapassou a linha fatal da meta argentina. O árbitro colombiano José Buitrago mandou seguir. No segundo tempo, Diego Souza teve um pênalti à disposição, usou a paradinha e marcou. O lance foi anulado. Na seqüência, o palmeirense perdeu a cobrança.

O próximo confronto entre as equipes acontece dentro de duas semanas, na capital argentina. Inicialmente, o vencedor de Palmeiras e Argentinos Juniors pega o classificado de confronto entre Estudiantes e Botafogo. Porém, as semifinais podem ser modificadas com a presença de duas equipes do mesmo país.

O jogo
O respeito foi a tônica dos minutos iniciais do confronto entre brasileiros e argentinos. A ordem era estudar a tática do adversário e evitar os erros. O Palmeiras priorizava o toque de bola, enquanto o Argentinos Juniors insistia com as jogadas pelo alto em direção ao grandalhão Pavlovich.

Aos 17 minutos, o primeiro momento de emoção veio lado a lado a uma polêmica. Léo Lima cobrou falta, a bola bateu no travessão e, na visão do árbitro, tocou sobre a linha fatal da meta. Segundo as imagens da televisão, o gol foi legal. Na seqüência da jogada, Thiago Cunha apareceu livre dentro da pequena área e, de forma incrível, cabeceou no travessão com o goleiro rival caído.

Aos 29 minutos, o Palmeiras assustou novamente através de uma bola parada. Diego Souza fez a cobrança da meia esquerda e exigiu boa defesa do goleiro Torrico. A partir daí, o Argentinos Juniors cresceu em campo e voltou a incomodar nas bolas aéreas. Aos 32 minutos, Caruzzo aproveitou cruzamento da direita e finalizou com estilo. Marcos acompanhou a saída da bola.

Pouco antes do intervalo, o Argentinos Juniors criou a melhor chance do primeiro tempo curiosamente em um lance trabalhado por baixo. Hauche recebeu lindo passe de Pavlovich e, na cara do gol, bateu rasteiro. Experiente, Marcos salvou com o pé direito.

Modificações
Sem incomodar o adversário no primeiro tempo, o Palmeiras voltou do intervalo com alterações: entraram Maicosuel e Evandro nos lugares de Fabinho Capixaba e Thiago Cunha. Por contusão, o Argentinos Juniors teve a presença de Recalde na vaga de Quiroga. Mesmo com as mudanças, a partida seguiu equilibrada.

Aos 14 minutos, uma jogada individual furou a retranca argentina. Na base do talento, Diego Souza passou por um adversário e chutou para grande defesa de Torrico. Na sobra, Evandro finalizou novamente e Mercier cortou com a mão. O pênalti foi marcado pelo assistente Rafael Rivas, para irritação dos argentinos.

Na cobrança, mais confusão. No primeiro chute, Diego Souza usou a paradinha e marcou. O árbitro José Buitrago anulou e mostrou o amarelo ao jogador do Verdão. No segundo arremate, Diego Souza telegrafou e facilitou a defesa de Torrico, que se adiantou antes da cobrança.

Pouco depois, a situação palmeirense ficou pior com o gol do Argentinos Juniors. Aos 21 minutos, Escudero recebeu na esquerda e arrematou cruzado. Preciso, o chute entrou no canto esquerdo de Marcos. No final, o Verdão ainda amargou prejuízos para o confronto de volta: as expulsões desnecessárias de Evandro e Gladstone.

FICHA TÉCNICA (veja como foi o jogo lance a lance)
PALMEIRAS X ARGENTINOS JUNIORS

Local: Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 22 de outubro de 2008, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Renda: R$ 125.470,00
Público: 7.286 pagantes
Árbitro: José Buitrago (Colômbia)
Assistentes: Eduardo Díaz e Rafael Rivas (ambos da Colômbia).
Cartões amarelos: Diego Souza e Denílson (Palmeiras); Pavlovich e Carruzo (Argentinos Jrs)
Cartões vermelhos: Evandro e Gladstone (Palmeiras)
Gol:
ARGENTINOS JUNIORS: Escudero, aos 21 minutos do segundo tempo.

PALMEIRAS: Marcos; Paulo Miranda, Roque Júnior e Gladstone; Fabinho Capixaba (Evandro), Jumar (Lenny), Léo Lima, Diego Souza e Jefferson; Denílson e Thiago Cunha (Maicosuel)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

ARGENTINOS JUNIORS: Torrico; Scotti (Freitas), Caruzzo e Sabia; Prósperi, Mercier, Ortigoza, Escudero e Quiroga (Recalde); Hauche (Diaz) e Pavlovich
Técnico: Néstor Gorosito

Leia também:

 


Leia mais sobre: Palmeiras Argentinos Juniors

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

sul-americana

Vermelho bate verde
Palmeiras pressionou bastante, mas quem achou o gol em São Paulo foram os argentinos

Topo
Contador de notícias