iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/10 - 14:55

Eduardo Arroz é vetado e desfalca a Ponte

A boa notícia é a liberação de Leandrinho, que havia sentido uma fisgada na parte posterior da coxa

Gazeta Esportiva

CAMPINAS - O departamento médico da Ponte Preta deu uma boa e uma má notícia para o técnico Vágner Benazzi nesta quinta-feira. O meia-atacante Leandrinho foi liberado para o jogo decisivo desta sexta-feira, contra o Vila Nova, em Goiânia, enquanto o lateral-direito Eduardo Arroz acabou vetado e desfalca o time campineiro.

Leandrinho havia sentido uma fisgada na parte posterior da coxa no treino da última segunda-feira, mas se recuperou bem Já Eduardo Arroz, que também sentiu um problema muscular na coxa, durante a partida ante o Fortaleza, na semana passada, foi submetido a um exame que apontou que o atleta não tem condições de jogo. Assim, Raulen deve pintar na equipe.

Outro problema para Benazzi está no gol, já que Aranha está suspenso e seu substituto imediato, Fábio, ainda é dúvida. As baixas não preocupam o comandante alvinegro, que acredita no elenco que tem em mãos para conseguir o acesso à primeira divisão.

“Independentemente de qualquer desfalque, quem entra tem capacidade para substituir à altura, até porque todos sabem que este será o jogo da vida deles. Vamos a Goiânia com o pensamento único de vencer para nos mantermos vivos no G-4”, avisou o técnico.

Só Neto: Autor do gol salvador no empate com o Fortaleza, o atacante Neto Baiano quer ser chamado apenas de Neto. Na luta por um lugar na equipe titular, o jogador crê que a mudança do apelido acompanhará as alterações em sua vida pessoal e profissional.

“Hoje eu vivo uma nova vida, muito mais dedicada à minha família e a um futebol totalmente profissional. Quero que lembrem de mim pelos gols que já fiz anteriormente, mas meu objetivo agora é marcar muitos gols como o atacante Neto, da Ponte Preta”, disse o atacante ao site oficial do clube campineiro.

Neto é conhecido como “Imperador Caipira” por conta de seu futebol, mas também por outras semelhanças com Adriano, da Internazionale de Milão e da seleção brasileira, que tinha uma vida noturna agitada. O atacante alvinegro, porém, garante que mudou. “Não sou mais aquele que saía para a balada. Sou um homem sério”, concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias