iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/10 - 18:25

Dínamo ouve seu “quarteto”, mas tem intenção de levá-lo a Kiev

Clube ucraniano emprestou jogadores aos quatro grandes de São Paulo: Kléber, Rodrigo, Diogo Rincón e Michael

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Os quatro grandes clubes do estado de São Paulo têm um interesse em comum: entrar em acordo com o Dínamo de Kiev. O clube ucraniano mandou dois de seus dirigentes ao Brasil nesta semana para conversar com o palmeirense Kléber, o são-paulino Rodrigo, o corintiano Diogo Rincón e o santista Michael.

Todos eles têm vínculo com o time de Kiev e seus empréstimos aos clubes paulistas terminam no fim deste ano.

Os dirigentes já conversaram pessoalmente com os três atletas que atuam na capital paulista e deixaram para tratar com Michael na sexta-feira. O empresário que representa os quatro, Giuseppe Dioguardi, explicou que os jogadores demonstraram a intenção de continuar no Brasil. No entanto, o agente advertiu que a vontade do clube ucraniano é tê-los de volta a partir da próxima temporada.

“Se eles forem reconhecidos e tiverem bons contratos, pensam em ficar no Brasil, mas eles sabem que têm de respeitar a opinião do presidente do Dínamo, que foi quem os contratou. O Rodrigo e o Kléber falaram que querem ficar aqui, assim como o Michael. Já o Diogo, que jogou por mais tempo lá, disse que pode ficar, mas também não veria com maus olhos voltar para lá e disputar a fase final da Champions”, explicou.

Aliás, a chance concreta de o Dínamo avançar às oitavas-de-final da Copa dos Campeões da Europa aumenta o desejo do clube em contar novamente com os jogadores a partir de 2009. “O Dínamo quer que eles voltem para disputarem a segunda fase da Champions. Com esses quatro reforços, o clube acredita que pode ir para as cabeças, mas também quer saber da opinião dos jogadores”.

Depois de três rodadas da fase de grupos do torneio, o Dínamo ocupa a terceira posição em sua chave e têm boas chances de avançar. Se os atletas insistirem em continuar no Brasil, o clube ucraniano poderá estudar a prorrogação dos empréstimos. O que o time de Kiev não aceita é liberar os atletas de forma definitiva por um preço abaixo do que já está estipulado.

“Há uma cláusula no contrato do Kléber que prevê US$ 8 milhões se o Palmeiras quiser contratá-lo (definitivamente). Amanhã (sexta), teremos uma reunião com o Palmeiras, que entende que o jogador pode ser peça-chave na próxima Libertadores, está na iminência de uma convocação e já possui identificação com a torcida. E o Palmeiras sabe que ele terá passaporte europeu no fim do ano e, por isso, o jogador valerá muito mais depois”, explicou.

O Dínamo não aceita liberar o atleta de forma definitiva por um valor inferior aos US$ 8 milhões estipulados. Além disso, se renovar o empréstimo de Kléber, fixará no contrato uma nova multa de cifras ainda mais elevadas, de no mínimo US$ 15 milhões. Já as cláusulas dos contratos de Rodrigo e Michael estão avaliadas em US$ 4 milhões. O único que não tem preço estipulado em contrato é Diogo Rincón. Até o momento, os dirigentes do Dínamo só têm conversa agendada com o Palmeiras.


Leia mais sobre: São Paulo Corinthians Palmeiras



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo