iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/10 - 00:19

Confusão entre brasileiros e argentinos marca fim do jogo

“Sempre quando ganham, eles (argentinos) querem debochar. Nós somos profissionais e não suportamos isso”

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A partida entre Palmeiras e Argentinos Juniors teve um clima quente após o apito final do árbitro colombiano José Buitrago. Uma confusão generalizada envolveu jogadores das equipes, que disputam a fase de quartas-de-final da Copa Sul-Americana.

O atacante Maicosuel explicou a revolta dos jogadores do Palmeiras, que saíram de campo derrotados. O Verdão já demonstrava irritação no final da partida, tanto que o zagueiro Gladstone e o meia Evandro acabaram expulsos.

“Sempre quando ganham, eles (argentinos) querem debochar. Nós somos profissionais e não suportamos isso”, disse Maicosuel, que entrou em campo no início do segundo tempo. “Eles fizeram gracinha com os nossos torcedores”, emendou.

Um dos mais exaltados era o meia Diego Souza, que chegou a chutar uma bola em direção dos argentinos. O técnico Vanderlei Luxemburgo também se mostrou irritado com a polêmica arbitragem da partida. Enquanto isso, José Buitrago observou a confusão de longe, rodeado de policiais.

O Palmeiras reclamou bastante da atuação do apitador colombiano. No primeiro tempo, Léo Lima cobrou uma falta, a bola tocou no travessão e ultrapassou a linha do gol, segundo imagens da televisão. O árbitro mandou seguir.

Na etapa final, Diego Souza usou a paradinha em um pênalti e marcou. O apitador anulou. No segundo arremate, o palmeirense parou no goleiro Torrico, que avançou antes da cobrança.

”Tudo isso foi culpa do árbitro, ele mete a mão, rouba. Ele fez isso”, acusou o lateral-esquerdo Leandro, que, poupado pela comissão técnica, integrou o banco de reservas do Palmeiras nesta quarta-feira.


Leia mais sobre: Palmeiras Argentinos Juniors

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias