iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/10 - 10:56

Nova família de Felipão, Chelsea desafia a abalada Roma
Clube inglês está em fase completamente diferente da vivida pelo clube italiano, goleado em clássico recentemente

Gazeta Esportiva

LONDRES (Inglaterra) - O astral do Chelsea nunca foi tão bom. E é nesse ótimo momento que a equipe londrina pisa no gramado de Stamford Bridge às 16h45 (de Brasília) desta quarta-feira para o duelo contra a fragilizada Roma, pela terceira rodada da Copa dos Campeões da Europa, visando à manutenção da liderança do grupo A do torneio.

Primeiro colocado do Campeonato Inglês após oito rodadas, o time comandado pelo brasileiro Luiz Felipe Scolari vai para a partida mais do que empolgado após a goleada por 5 a 0 no final de semana sobre o Middlesbrough. Apesar do time mais do que desfalcado, Felipão mantém seus pupilos concentrados e confiantes para o jogo.

“É muito animador ter o Scolari como técnico”, elogiou o zagueiro John Terry. “Pela primeira vez desde a saída do José Mourinho temos uma mentalidade forte para entrar em campo. Vamos para as partidas pensando em algo mais do que os três pontos. Sempre estamos motivados para pressionar nos 90 minutos, marcar mais do que o primeiro gol e matar o jogo”, emendou.

Para a partida contra os italianos, os Blues não poderão contar novamente com o zagueiro Ricardo Carvalho , Michael Ballack e nem o atacante Didier Drogba, machucados. A novidade para a equipe de Felipão são os retornos do goleiro Petr Cech e do meia Joe Cole, recuperados de problemas físicos - o meia português Deco também pode voltar.

Líder da chave A com quatro pontos ganhos, o Chelsea oscilou apenas uma vez este ano: há três semanas, em sua última partida pela Champions League: apenas empatou por 0 a 0 na Romênia contra a zebra Cluj.

Mas mesmo assim o time inglês aparece em condição muito mais confortável do que a Roma, que bateu o Bordeaux na rodada passada por 3 a 1 na França e minimizou a derrota por 2 a 1 para o Cluj na primeira rodada.

No domingo, o clube da capital italiana sofreu uma humilhante derrota em casa: perdeu por 4 a 0 para a rival Inter de Milão, em pleno Estádio Olímpico. Sob pressão, o técnico Luciano Spalletti promoverá a volta dos zagueiros titulares Philippe Mexes e Christian Panucci e manterá o ídolo Francesco Totti no ataque.

A Roma, inclusive, também sustenta o otimismo para a partida em Londres, apesar da péssima fase em que se encontra. “O Chelsea é muito forte, mas podemos sim superar essa derrota terrível. Precisamos mostrar ao mundo nosso real valor. A Roma que jogou no domingo é muito feia para ser verdade”, criticou Totti.

Felipão, no entanto, resumiu a expectativa da torcida londrina: “Imagino que teremos uma partida bastante bonita entre Chelsea e Roma, já que as duas equipes têm estilos muito parecidos”, previu o brasileiro pentacampeão mundial, que também já mira a classificação para as fase de oitavas-de-final.

“Precisamos vencer a Roma para nos classificar. Se ganharmos, teremos de 50% a 70% da vaga assegurada”, calculou o treinador.

Na outra partida do grupo A, também com início programado para as 16h45, o lanterna Bordeaux vai em busca dos primeiros pontos na chave. O time francês abre as portas do Estádio Chaban Delmas para receber o Cluj, com quatro pontos e disputando a primeira posição com o Chelsea.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias