iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/10 - 09:19

Inter recebe "carrasco" Boca na abertura das quartas-de-final
Colorado conta com o talento de D'Alessandro, ídolo do rival River Plate, para começar bem a briga por vaga na semifinal

Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - O Internacional dança conforme a música e suas necessidades na Copa Sul-americana, e a trilha sonora das quartas-de-final da competição é um tango argentino chamado Boca Juniors. O técnico Tite escalará o time titular do Colorado, diferente do ocorrido na fase anterior quando os reservas se encarregaram de bater a Universidad Católica, do Chile. O clima em Porto Alegre é de decisão para a partida que começa às 22h05 (Brasília) e a expectativa é de um Beira-Rio lotado pronto para sufocar o adversário.

Para bailar um tango, nada melhor do que ter argentinos ao seu lado. Porém o Colorado só poderá contar com um deles, D'Alessandro. O outro, Guiñazu, está lesionado.

Ambos tiveram passagem pelo River Plate e conhecem bem a grandeza do oponente. D’Alessandro está garantido como o homem que fará a ligação entre meio-campo e ataque. Já Guiña não se recuperou a tempo de uma luxação no cotovelo esquerdo e sua escalação está descartada. Andrézinho e Sandro brigam por sua vaga na equipe.

Com remotas possibilidades de garantir vaga à próxima Copa Libertadores da América, Inter tenta a conquista de mais um título internacional. Além disso, enfrentar o gigante Boca sempre gera motivação extra. Sobretudo por causa do clima de revanche que permeia a arena vermelha de Porto Alegre.

Os colorados já tropeçaram duas vezes nos complexos passos desta dança. Inter e Boca já se enfrentaram pela Sul-americana em 2004 e 2005, sempre com os xeneizes levando a melhor. Apesar da dupla desclassificação, no Beira-Rio o Inter não foi derrotado pelos representantes do clube mais popular da Argentina.

“O momento é diferente”, lembrou o meia Alex. “As duas equipes possuem jogadores diferentes dos daquela época. Esperamos que a história do confronto também seja diferente”, complementou o jogador, que passou pela seleção brasileira no início deste mês.

Se o Inter demonstra interesse total na Sul-americana, o mesmo não ocorre com seu inimigo. Como anuncia a imprensa argentina, os boquenses irão a campo com “Lucho y los pibes”, fazendo uma referência ao atacante Lucho Figueroa que, aos 27 anos, será o jogador mais velho em campo pelo lado auriceleste.

O confronto diante do Colorado marcará a estréia de Figueroa com a camisa do Boca. O jogador foi contratado recentemente junto ao Genoa, da Itália, e inscrito no lugar do volante Vargas. O craque Juan Román Riquelme, assim como boa parte dos titulares do técnico Carlos Ischia, ficaram em Buenos Aires.

O restante da delegação portenha em Porto Alegre será composto por jovens, já que o Boca prioriza, no momento, o Torneio Apertura. Enquanto os gaúchos vivem grande expectativa para o embate, em Buenos Aires ainda repercute a vitória de domingo sobre o River Plate por 1 a 0 no Monumental de Nuñez.

“Cada time tem sua maneira de trabalhar”, afirmou o atacante Nilmar. “O próprio Inter já jogou com os reservas. Cada um tem o seu método. O importante é que o time deles vem muito forte de qualquer jeito”. O discurso de respeito ao rival é corroborado por todos no Beira-Rio.

O segundo ato deste tango será dançado no dia 6 de novembro na Bombonera. Caso avance de fase, o Colorado terá grandes chances de visitar novamente a capital argentina, já que pegará o vencedor do confronto entre River Plate e Chivas do México.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X BOCA JUNIORS

Local:
Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 22 de outubro de 2008, quarta-feira
Horário: 22h05 (de Brasília)
Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai)
Assistentes: Pablo Fandiño e Wáter Rial (ambos do Uruguai)

INTERNACIONAL: Lauro; Ângelo, Índio, Bolívar e Gustavo Nery; Edinho, Magrão, Andrezinho (Sandro) e D’Alessandro; Alex e Nilmar
Técnico: Tite

BOCA JUNIORS: Javier García; Julio Barroso, Facundo Roncaglia, Juan Forlín e Carlos Fondacaro; Cristian Chávez, Alvaro González, Neri Cardozo e Leandro Gracián; Ricardo Noir e Luciano Figueroa
Técnico: Carlos Ischia


Leia mais sobre: Internacional Boca Juniors Copa Sul-Americana



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Vipcomm/Divulgação

Contra "Lucho y los pibes"
D'Alessandro e companhia enfrentarão um Boca com diversos jogadores jovens e desconhecidos

Topo