iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/10 - 14:34

Diretoria garante: Ney Franco permanece no Botafogo

“O Ney Franco não tem nada a ver com isso, pois já mostrou que tem competência", afirmou Augusto Montenegro

Gazeta Esportiva

LA PLATA (Argentina) - Após a derrota fora de casa por 2 a 0 para o Estudiantes, no primeiro jogo pelas quartas-de-final da Copa Sul-americana, a delegação do Botafogo retornou ao Brasil nesta quarta-feira, e os atletas foram liberados. A reapresentação está programada para o dia seguinte, quando começa a preparação para a partida fora de casa do sábado, contra o Ipatinga, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A derrota contra os platenses deixou os jogadores bastante abatidos, e abalou mais uma vez o já instável ambiente no Botafogo. No entanto, o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro, atual colaborador do departamento de futebol, deu a entender que não passa pela cabeça da diretoria do clube dispensar o técnico Ney Franco.

“O Ney Franco não tem nada a ver com isso, pois já mostrou que tem competência suficiente para dirigir o Botafogo. Ele não pode ser responsabilizado por erros dos jogadores e porque não estamos conseguindo pagar os salários atrasados”, disse Montenegro.

O jogo de volta pela Copa Sul-Americana acontecerá no dia 5 de novembro, no Engenhão, com os botafoguenses precisando ganhar por três gols de vantagem para se classificar – ou devolver os 2 a 0 e forçar a decisão por pênaltis. Para esta partida, o desfalque será o volante Túlio, que foi expulso no jogo de ida.

O cartão vermelho do capitão botafoguense, por sinal, foi muito criticado por Ney Franco. “Coversamos muito no vestiário, durante o intervalo, lembrando que a gente não poderia cair na provocação dos argentinos. Mas infelizmente, após o segundo gol, o Túlio se desequilibrou e acabou prejudicando a equipe”, disse o treinador botafoguense, que evitou polemizar a respeito do ato.

“Não temos agora que ficar procurando culpados pelo que aconteceu, pois todos têm a sua parcela de responsabilidade. Temos é que trabalhar muito para tentarmos inverter essa situação no Rio de Janeiro. Sinceramente, acredito que a classificação ainda é possível”, disse Ney Franco.

Para agravar a crise do Botafogo na Argentina, parte dos quartos do hotel onde a delegação estava hospedada em Buenos Aires foi assaltada. O dinheiro que pagaria as diárias do time foi levado.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias