iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/10 - 19:39

Clássico mineiro da base tem tumulto e pedrada em ônibus

Equipes empataram sem gols pela terceira rodada da fase final do Campeonato Mineiro de juniores, no Independência

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - Mais uma vez, a rivalidade entre Cruzeiro e Atlético-MG gerou cenas de violência na cidade de Belo Horizonte. Nesta quarta-feira, as equipes empataram sem gols pela terceira rodada da fase final do Campeonato Mineiro de juniores, em jogo que ficou marcado por tumulto e por um ataque ao ônibus dos cruzeirenses.

O veículo que transportava a delegação da raposa até o Estádio Independência foi atacado com pedradas quando chegava ao local e teve o vidro de uma das janelas estilhaçado. Dimas Fonseca, coordenador das categorias de base do Cruzeiro, ficou impressionado com a ocorrência.

“Ficamos assustados com o número de torcedores presentes, que viram quando nosso ônibus estava chegando e avançaram. Nosso ônibus chegou bem cedo, antes do horário do jogo, passando pelo portão no qual normalmente chega a torcida do Atlético; tentaram entrar pelo portão e jogaram uma pedra que quebrou o vidro”, contou o dirigente, à Rádio Itatiaia.

Na entrada para o jogo, os tumultos continuaram e os torcedores só puderam ocupar as arquibancadas quando o confronto já estava com 30 minutos no marcador. O Cruzeiro solicitou reforço de policiais e a entrada só foi liberada quando o ambiente foi controlado.

Um dos expectadores presentes ao Estádio Independência era o técnico Marcelo Oliveira, treinador da equipe principal, que ressaltou a importância de que a organização de jogos como esse seja feita da maneira correta, para o bem dos próprios atletas.

“É muito importante para os jogadores atuarem com público maior, para se adaptarem ao que encontrarão no profissional. Se assusta quando sobe para o profissional e tem que jogar com público maior”, opinou o comandante, que acompanhou o 0 a 0 visto no clássico.


Leia mais sobre: Atlético-MG Cruzeiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo