iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/10 - 14:04

Barueri usa folga para corrigir erros cometidos contra Ceará
Intervalo de 11 dias entre os dois compromissos vem sendo encarado pelos jogadores como um benefício a mais

 

Gazeta Esportiva

BARUERI - O Barueri depende apenas de seus resultados para conseguir o acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro. Por isso, o time quer esquecer a derrota por 1 a 0 para o Ceará, no dia 14 de outubro, e pensa apenas em seu próximo compromisso pela Série B – no caso, contra o Paraná, em casa, no dia 25.

O longo intervalo de 11 dias entre os dois compromissos vem sendo encarado pelos jogadores como um benefício a mais para o GRB. Segundo o atacante Pedrão, além de ter tempo de sobra para treinar, o time também poderá esquecer a derrota e corrigir as falhas cometidas no último jogo.

“Como perdemos na última rodada, queria entrar em campo logo para tentar reverter esta situação incômoda. Mas vamos aproveitar este período para corrigir o que erramos contra o Ceará”, afirmou Pedrão, autor de 13 gols ao longo d disputa da Série B.

Vice-artilheiro da competição (ao lado de Nunes, do Bragantino, e Dentinho, do Corinthians), Pedrão não espera uma partida fácil na próxima rodada. Com 37 pontos, o Paraná precisa vencer fora de casa para deixar para trás a zona de rebaixamento – o que conseguiu apenas uma vez no returno, fazendo 2 a 0 no Vila Nova em Goiânia.

“O Paraná é um grande clube, com bons jogadores, e tem que ser respeitado. Eles perderam em casa na última rodada (3 a 1 para o Brasiliense), mas vinham crescendo na competição. Com certeza, tentarão a reabilitação contra nós”, alertou o experiente atacante.

A partida entre Barueri e Paraná acontece neste sábado, às 17 horas (horário de Brasília), na Arena Barueri. Caso não vença o jogo, válido pela 32ª rodada da Série B, o Barueri pode até deixar o G-4 – o que só não acontecerá se o Vila Nova não vencer a Ponte Preta um dia antes, no Serra Dourada.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo